Carregando...

POR SUA MORTE, A MORTE VIU O FIM
29/03 a 04/04/21

1º passo = Encontro
(acolhida) | 10 min

(Cafezinho, se houver. Também pode ser oferecido no final da reunião). Quebra-gelo: Escolha no seu livro, um quebra-gelo ideal para sua célula.

2º passo = Exaltação
15 min.

(As músicas devem corresponder ao louvor e à adoração)

Louvor

1) à escolha
2) à escolha

3º passo = Edificação
(ensino) 40 min
Leitura:
Lc 23, 33-43
Salmo:
Is 53, 5-7

Uma tradicional canção católica nos lembra: “Por Sua morte, a morte viu o fim; no sangue derramado, a vida renasceu”. Na Cruz, Jesus morreu em nosso lugar, morreu por cada um de nós para que pudéssemos ter a vida eterna. Fez isso somente por amor a você. 

Em nossa caminhada sobre Ser de Deus, é preciso enfrentar a Cruz de Cristo. É preciso encarar Sua imensa Paixão. É preciso deixar Suas Chagas Preciosas se encontrarem com nossas feridas e permitir uma verdadeira transformação.

Jesus morreu pelos homens de todos os tempos: desde Adão até aqueles que ainda serão gerados. Mas o que mais importa é saber que Ele morreu por você, por cada um de nós, porque nos conhece e nos ama individualmente. Se houvesse apenas uma só pessoa na Terra necessitando de salvação, Jesus Cristo teria entregue Sua vida por ela.

Ao nascer neste mundo, Jesus nos deu acesso a Deus, eliminando o abismo que havia entre o Criador e a humanidade. Por meio de Cristo, Deus se fez homem. Ao morrer, Ele cancelou todo pecado que nos separava de Deus (Cl 2,14-15). Sim, Jesus Cristo morreu pelos nossos pecados! (1 Cor, 15,3). Até a sua vinda, a humanidade estava no cativeiro do inimigo de Deus, era escrava, destinada à condenação. Mas Ele pagou o preço de nosso resgate com Seu precioso Sangue (1 Pd 1, 18-19).

Na passagem que refletimos hoje, vemos pessoas que zombavam de Jesus. Havia ao lado dele ladrões que mereciam estar ali. Um provocou Cristo. O outro acreditou Nele e pediu que se lembrasse dele em Seu reino. Como resposta, ouviu a garantia do Céu, diretamente do lenho da cruz do qual pendeu a salvação do mundo: “Ainda hoje estarás comigo no Paraíso” (vers.43).

Assim como o bom ladrão, nós também somos pecadores e podemos estar privados da glória de Deus. Como o bom ladrão, podemos olhar o Cristo Crucificado, nesta Semana Santa, e mudar nosso destino, abrindo nosso coração ao Amor Maior, reconhecendo nossos pecados e desejando profundamente ser pessoas melhores.

Em seus últimos minutos de vida, o bom ladrão soube aproveitar sua experiência com Jesus Crucificado. Nós também precisamos aproveitar cada dia que nos é dado para nos aproximarmos do coração chagado de Jesus, de sua imensa Paixão. 

Tenha a coragem de olhar Jesus Crucificado e deixar de lado seu orgulho, falta de perdão, seus ressentimentos e tudo que afasta você Dele. Apenas reconheça seus erros, como o bom ladrão, e reconcilie-se com Ele para experimentar hoje mesmo uma vida nova, o paraíso já aqui na Terra.

Creia que essa experiência é exatamente como diz a tradicional canção: “Seu pé ferido nova estrada abriu; e neste Homem, o homem enfim se descobriu. Meu coração me diz: o Amor me amou!”


Perguntas: 
1.    O que a Paixão e Morte de Cristo representa para você?
2.    Você se reconhece no “bom ladrão”? 

 
4º PASSO = EVANGELIZAÇÃO | Nesta etapa da célula é muito importante recordar que cada membro é um discípulo e missionário, conforme a nossa “visão celular” e que devemos ao longo da semana evangelizar nas mais diversas formas que existe para se evangelizar, especialmente através do testemunho e com os seus Oikos.

5º PASSO = ENTREGA (Oração) | 10 minutos (orar pelas necessidades da Igreja, da célula, de seus membros e de pedidos apresentados na hora da oração). 

MEDITAÇÃO:  O profeta Isaías diz “Ele tomou sobre si as nossas dores” (Is 53, 4). As Santas Chagas de Jesus refletem as nossas feridas do corpo e da alma.  A devoção às Santas Chagas nos ensina a entregar todas as nossas enfermidades a Jesus, expor todas elas ao seu coração. Suas feridas são capazes de curar as nossas feridas físicas e espirituais. Entregue você e os seus ao coração chagado de nosso Senhor, entregue os doentes, os abatidos, os deprimidos, todos que se encontram sem forças diante deste momento tão difícil em que vivemos!

VIVÊNCIA: Nesta Semana Santa, viva todos os passos de Jesus rumo ao Calvário. Medite a liturgia, permita-se sentir tamanho Amor. Viva junto à Igreja a semana mais importante de nossa fé, que culmina na Páscoa, a grande festa da Ressurreição.


Estudos Anteriores

Colaboradores da evangelização pela comunicação