Carregando...

"Bom dia. Temos tantas maravilhas pelas quais agradecer, meu Deus, mas hoje diremos apenas: Obrigado(a), Senhor! Deus abençoe o seu dia!" -

Avaliando e encontrando meu propósito na célula
23 a 29/05/2022

1º passo = Encontro
(acolhida) | 10 min

(Cafezinho, se houver. Também pode ser oferecido no final da reunião). Quebra-gelo: Escolha no seu livro, um quebra-gelo ideal para sua célula.

2º passo = Exaltação
15 min.

(As músicas devem corresponder ao louvor e à adoração)

Louvor

1) à escolha
2) à escolha

3º passo = Edificação
(ensino) 40 min
Leitura:
Atos 4, 32-35
Salmo:
Salmo 1

“Células – Uma estratégia de Evangelização” é um livro publicado em 2006, escrito pelo padre Luis Fernando Soares, fundador das Células na Paróquia Espírito Santo, juntamente com Sandro Fatobene Peres e Cesar Machado Lima, ambos da comunidade Fanuel e responsáveis pela implantação das Células na comunidade e criação da secretaria de apoio às Células.

No livro, os autores destacam que Célula é um estilo de vida e que as Células são as menores partes da Igreja e constituem a própria Igreja. Não são uma organização à parte, e sim o modo da Igreja ser comunidade de comunidades, que quer dizer vida compartilhada! Verdadeira comunhão, como no Novo Testamento, quando a comunidade se torna um estilo de vida, não um encontro! Assim como viviam os primeiros cristãos: "A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma” (vers. 32).

Uma Célula é mais que uma reunião semanal, é um grupo de irmãos que estão ligados e vinculados entre si pelo mesmo propósito, visão e missão. O que acontece a um acontece aos outros, é como se todos estivessem no mesmo barco.

Os objetivos celulares, que comprometem os membros das Células uns com os outros, são inspirados no modelo das reuniões cristãs, realizadas pelos primeiros cristãos, como vemos na passagem de hoje e como vemos em outras passagens em Atos dos Apóstolos (por exemplo, em At 2, 42-47, que meditamos na semana passada). Essas passagens apresentam cinco elementos que são os principais ministérios da Igreja: ensino (katequese); oração (liturgia); comunhão (koinonia); serviço (diakonia) e evangelização (kerigma).

Como todos esses ministérios acontecem em um grupo celular, o grupo, de certa maneira, funciona como uma “miniatura da Igreja”. Sua meta é alcançar, principalmente, não-cristãos e católicos afastados, formar discípulos, adorar a Deus, levar pessoas à comunhão na Igreja Católica e servir ao próximo.

No projeto celular a evangelização é prioridade para que o crescimento aconteça de forma natural, utilizando o método de Evangelização Oikós, ou seja, o foco são pessoas do relacionamento cotidiano. Esse é o principal propósito de cada um de nós ao escolher participar da Célula. Outro propósito coletivo é o crescimento espiritual de cada um de nós, a conversão, a busca pela intimidade com Deus e pela transformação de nossas vidas. Sem esses propósitos, a Célula não passaria de um grupo de amigos.

Lembrando sempre que a multiplicação de nossa célula faz-se necessária a partir do momento que o grupo atinge o número de 12 membros, que novamente voltarão a crescer e multiplicar, num processo contínuo, permitindo sempre a chegada de novos e que o evangelizar seja eficaz e eficiente. Podemos dizer que toda Célula tem um começo, meio e continuidade, que se dá por meio da multiplicação e ponto de início de novas Células.

Mas cada um de nós temos certamente um propósito pessoal ao buscar a vida em comunidade na Célula. Alguns precisam refazer seu casamento e sua família e, para isso, abrir-se ao exemplo dos outros casais, aos conselhos e à prática de uma vida a dois em Cristo; outros querem servir a Deus ao oferecer sua casa para os encontros; outros querem se aprofundar na Palavra, dedicando-se aos estudos e aos eventos da célula... Outros ainda têm o dom da música e podem exercê-lo em célula; outros querem conviver e crescer com pessoas que buscam a Deus e têm valores como os seus.  Entre tantos outros propósitos. Jamais devemos deixar de lado esses propósitos que nos levaram a uma Célula, para que a vida em Célula jamais perca o sentido.

Conclusão: Não bastam boas estruturas e planejamento, bons líderes e roteiros definidos para a Célula prosperar. O que realmente faz as Células nascerem, crescerem e multiplicarem é a vida da Comunidade, todos reunidos pelos mesmos propósitos, perseverando juntos. A Célula gira em torno da fraternidade de seus membros e, sobretudo de uma forte espiritualidade centrada na Palavra de Deus e na adoração ao Santíssimo.

Perguntas: 
1-    Após este estudo você consegue responder, qual seu propósito dentro da Célula? 
2-    Você já conhecia a estrutura celular?

  
4º PASSO = EVANGELIZAÇÃO | Nesta etapa da célula é muito importante recordar que cada membro é um discípulo e missionário, conforme a nossa “visão celular” e que devemos ao longo da semana evangelizar nas mais diversas formas que existe para se evangelizar, especialmente através do testemunho e com os seus Oikos.

5º PASSO = ENTREGA (Oração) | 10 minutos (orar pelas necessidades da Igreja, da célula, de seus membros e de pedidos apresentados na hora da oração). 

MEDITAÇÃO: “Deus é Amor e cuidado, essa é a verdade revelada na Bíblia. Seu Amor é Eterno, incondicional e Infinito. O Amor de Deus é sempre sobrenatural, sempre um milagre, que ao mesmo tempo se revela a nós no irmão, nas pessoas próximas. Deus nos ama mesmo quando não merecemos, porque jamais deixa de acreditar em nós. Deus nos ama de forma única e individual. Não há nenhuma pessoa perdida no mundo que Deus não posso alcançar e redimir. Acredite e deixe que o Amor de Deus alcance aqueles que precisam da mesma graça que você!”

VIVÊNCIA: Nesta semana, busque conhecer um pouco mais sobre a estrutura celular, pergunte ao seu líder se ele tem o estatuto celular para compartilhar e inicie a leitura deste tão importante documento.


Estudos Anteriores

Colaboradores da evangelização pela comunicação