Carregando...

"Bom dia. Jesus é a porta, se você deseja bençãos e vitórias, Jesus é o caminho. Ainda que sejamos fracos, Cristo será tua força. Creia nisso e verás o que Deus pode fazer por você. Deus te abençoe!" -

A importância de ser grato
04 a 10/07/2022

1º passo = Encontro
(acolhida) | 10 min

(Cafezinho, se houver. Também pode ser oferecido no final da reunião). Quebra-gelo: Escolha no seu livro, um quebra-gelo ideal para sua célula.

2º passo = Exaltação
15 min.

(As músicas devem corresponder ao louvor e à adoração)

Louvor

1) à escolha
2) à escolha

3º passo = Edificação
(ensino) 40 min
Leitura:
Lc 17, 11-19
Salmo:
Sl 92 (91)

É muito triste quando falta à família o clima de gratidão. Pior ainda quando a ingratidão ganha tanta força que se transforma em maldade: o filho que sai de casa batendo a porta, marido e mulher que não reconhecem os esforços um do outro para a casa e se acusam, entre outros problemas que a ingratidão pode trazer.

Mais comuns ainda são os pequenos descuidos com aqueles que nos relacionamos, no que diz respeito à gratidão. Na passagem de hoje, o Senhor curou dez e apenas um retornou para agradecer explicitamente. Os outros nove podem ter até agradecido a Deus em seu íntimo, mas não sentiram necessidade de voltar à Jesus. “E os outros nove, onde estão?”, perguntou o Senhor. Detalhe: esses ingratos eram compatriotas de Jesus, parte de sua família! O grato era estrangeiro.

A nossa memória é curiosa. Esquecemos facilmente as gentilezas e favores recebidos, mas dificilmente esquecemos de uma falta de atenção ou uma palavra dura dirigida até nós. Diz um provérbio: “A lembrança do mal tem vida longa, a lembrança do bem logo passa”. Outro cuidado que precisamos ter é lembrar mais do que os outros fazem por nós do que o que fazemos pelos outros.

A origem da ingratidão é a vaidade. No fundo, não agradecemos porque nos julgamos dignos dos serviços alheios. Nós nos ferimos quando não nos tratam tão bem e lembramos mais do que fazemos também por causa da vaidade. Ninguém nasce grato. Todos nascemos egoístas por causa do pecado. É a educação, somada à ação da graça em nós, que nos aperfeiçoa.

Por isso, para vencer a ingratidão temos de matar o amor próprio. Os pais devem ensinar as crianças a agradecer por cada gesto: o pedaço de pão, o copo de leite, o banho dado etc. Os filhos adultos devem agradecer cada gesto dos pais. As esposas devem aprender a agradecer aos maridos sua dedicação, trabalhos etc. Os maridos precisam aprender a agradecer as gentilezas de cada dia das esposas e filhos (comida, roupas, cuidado com as crianças, a casa etc.).

Não espere o outro ser perfeito, comece a ser grato. Tome a iniciativa. Expresse sua gratidão com palavras, elogie sinceramente o prato bem feito, um trabalho bem prestado, uma gentileza de um amigo. Contenha-se antes de criticar, de reclamar… Agradeça aos filhos também os favores prestados - é assim que aprenderão a ser gratos dentro e fora de casa.

“Obrigado” é uma palavra mágica que introduz delicadeza em qualquer ambiente. É ainda a oração que se eleva de um lar cristão até Deus a cada dia, mas sobretudo na Eucaristia (que significa justamente dar graças, como já vimos em outros estudos).

Peçamos ao Senhor a virtude da gratidão, tanto para Ele quanto para as pessoas. Agradecendo as pessoas, que tenhamos como fim agradecer ao próprio Deus que nos serve por meio delas. Agradeça por tudo: comida, roupa, trabalho, conselhos recebidos (ou correções), ombro amigo na hora difícil, orações, empréstimo de objetos ou dinheiro, caronas, acolhida em casa! Some tudo o que você recebe de graça todos os dias e verá como sua dívida de gratidão está grande.

Conclusão: O ingrato tem o coração mesquinho, egoísta. A gratidão é virtude de quem tem o coração grande, como o Sagrado Coração de Nosso Senhor.

 Pergunta:
1. Como você tem vivido a gratidão no dia a dia?

Meditação:  Por que a Palavra nos manda agradecer por tudo? Porque a gratidão é um jeito de tomarmos posse daquilo que nos foi dado por Deus. Deus não quer só que coloquemos a nossa vida em ordem. Ele nos dá vários conselhos e sela tudo pedindo que cânticos e louvores estejam em nossa boca e, sobretudo, sejamos agradecidos de todo coração. Nós precisamos aprender a olhar a vida com gratidão e perceber que o Senhor nos cercou de muito cuidado. Temos muitas coisas para agradecer: mais um dia de vida, as pessoas que Ele colocou à nossa volta, a nossa família, os males dos quais Ele nos livrou, as orações atendidas, as graças alcançadas. Mesmo com tudo que tem acontecido neste mundo, nós sempre temos um motivo para agradecer. 

Vivência: Nesta semana, pegue seu celular e envie uma mensagem de gratidão a uma pessoa muito próxima a você (pai, mãe, esposa, irmão de célula etc.). Seja sincero. 


Estudos Anteriores

Colaboradores da evangelização pela comunicação