Conheça

Mensagem do Dia - 15/07/2019

Jesus não tira a tempestade da nossa vida, mas acalma o nosso coração para lidarmos com ela. Precisamos ter uma fé robusta, que nos coloque de pé, de uma fé de confiança que nos dê paz e serenidade. Tenha uma semana para buscar a Cristo!

Participe do Seminário de Casais

“Por que o que nos uniu foi o amor ”

Seminário para Casais

A Rede de Casais convida a todos para seu Seminário para Casais, entre os dias 08/05 e 19/06, sempre às 19h30, conforme programação abaixo. Para participar, não é necessário se inscrever. O evento é aberto à participação dos membros de todas as células e também da comunidade em geral. Venha fortalecer seu relacionamento conhecendo mais sobre temas interessantes para a vida familiar, seguindo os ensinamentos
de Jesus.

Participe
* 08/05 - Tema: Harmonia Conjugal e sexualidade do casal
* 15/05 - Tema: Família Cristã em tempos difíceis
* 29/05 - Tema: Saúde Financeira da Família
* 12/06 - Tema: Relacionamentos perfeitos,decepções cotidianas: Junto se constrói melhor
* 19/06 - Tema: Pais responsáveis na educação familiar nos dias de hoje (bebidas, drogas e tecnologia)

Seminário Rede de Casais

 

DVDs do Cerco 2015

Adquira já essa lembrança eterna do Cerco de Jericó 2015

Banner Destaque Notícias

Os DVDs do Cerco de Jericó 2015 estão disponíveis!
Adquira os seus e garanta essa lembrança eterna dos momentos maravilhosos que iniciaram nossos 365 dias abençoados.

Cada DVD tem um custo de R$ 10 e inclui as mais belas imagens e mensagens das missas de um dos sete dias desse grande evento evangelizador realizado em janeiro.

Escolha os seus e compre já!

Segunda - 05/01
9h – Padre Rodrigo Natal (Paróquia São Sebastião – Taubaté/SP)
19h30 - Padre Alessandro Henrique (Paróquia Santa Cecília – Cruzeiro/SP)

Terça - 06/01
9h - padre Marlon Mucio (Missão Sede Santos – Taubaté/SP)
19h30 - padre Marlon Mucio (Missão Sede Santos – Taubaté/SP)

Quarta - 07/01
9h - padre Alexsandro de Brito Ramos (Paróquia Nossa Senhora Aparecida – São José dos Campos/SP)
19h30 - padre Renan Felix (Comunidade Canção Nova – Cachoeira Paulista/SP)

Quinta - 08/01
9h - padre Silvio de Barros (Paróquia Nossa Senhora da Saúde – Rio de Janeiro/RJ)
19h30 - padre Edmilson Lopes (Comunidade Canção Nova – Cachoeira Paulista/SP)

Sexta - 09/01
9h - padre Silvio de Barros (Paróquia Nossa Senhora da Saúde – Rio de Janeiro/RJ)
19h30 - padre Fabrício Andrade (Comunidade Canção Nova – Cachoeira Paulista/SP)

Sábado - 10/01
9h - padre Silvio de Barros (Paróquia Nossa Senhora da Saúde – Rio de Janeiro/RJ)
19h30 - padre Adriano Zandoná (Comunidade Canção Nova – Cachoeira Paulista/SP)

Domingo - 11/01
14h - padre Luis Fernando Soares (Paróquia Espírito Santo – São José dos Campos/SP)
19h30 - padre Luis Fernando Soares (Paróquia Espírito Santo – São José dos Campos/SP)

Atenção: a edição é limitada!

Adquira ao final das missas com a equipe PASCOM, na Secretaria Paroquial ou na loja virtual da Paróquia: www.paroquiaespiritosanto.com.br/loja

Procissão do Senhor Morto tem maior público da Semana Santa

           

                 

                                                         

Uma multidão acompanhou, na noite desta Sexta-Feira Santa, a tradicional Procissão do Senhor Morto, da paróquia Espírito Santo. Com velas acesas nas mãos, os fiéis caminharam pelas avenidas Andrômeda, Iguape, Cidade Jardim e Cassiopéia, principais vias de acesso do bairro Jardim Satélite, relembrando a Paixão e a morte de Jesus Cristo.

Durante a caminhada, além das músicas, orações e louvor, houve também momentos marcantes. Um deles foi o chamado "Canto da Verônica", ritual no qual uma jovem transporta um véu, com a imagem da face de Cristo. Segundo as tradições, esta mulher seria aquela que secou o suor de Jesus, durante a Via Crucis. Nas paradas, ela canta um responsório (canto litúrgico no qual um solista entoa versos que são respondidos por um coro). Nos Evangelhos, não há menção sobre quem foi Veronica, mas acredita-se que ela possa ser a mulher que foi curada por Jesus, de um fluxo de sangue (Mt. 9,20-22) (Lc. 8,43-48). Pelo quarto ano consecutivo, quem representa a Verônica, na Procissão do Senhor Morto da paróquia Espírito Santo, é a salmista e membro da pastoral litúrgica, Sátira Julia de Souza Carvalho. "Representar a Verônica é poder participar um pouco daquilo que foi o sofrimento de Jesus. É mostrar para as pessoas tudo que Ele fez por nós, por isso devemos fazer sempre o possível para evangelizar através desse ato", conclui.

   Outros momentos que geraram grande comoção foram aqueles, durante os quais os fiéis rezaram uns pelos outros, impondo-se as mãos, e no final, dando-se em abraço, numa grande confraternização. Em cada parada, o padre Luis Fernando, que presidiu a procissão, dedicou as orações a um grupo: primeiro aos pais, depois ás mães e por último aos jovens.

Na sexta-feira Santa, segundo dia do Tríduo Pascal, é o único dia do ano, em que não se celebra a Eucaristia. As pessoas que participam da solenidade comungam as hóstias consagradas na quinta-feira. Os ofícios do dia são a Liturgia da Palavra (que corresponde á segunda parte da missa, quando são lidos textos relacionados à Paixão e morte de Cristo), A Oração Universal (composta por 10 orações, cada uma por uma categoria, seguindo o esquema de intenção – silêncio e oração do presidente) e Adoração a Santa Cruz. A Procissão do Senhor Morto, não faz parte dos ritos litúrgicos oficiais, ficando entre aqueles, que provém da religiosidade popular.

Tradições populares da Sexta-feira Santa

 Por ser o dia em que se recorda a morte de Jesus, a Sexta-Feira Santa, desde muito tempo, traz em seu contexto, costumes e crendices, carregados de simbolismos, que denotam um imenso respeito pela data fatídica. Revela até certo medo, por parte da população, de teoricamente, "ter matado o Filho de Deus". Os mais antigos, por exemplo, guardavam nesse dia, jejum absoluto até ás 3 da tarde (hora da morte), não realizavam trabalhos domésticos, não ouviam rádio nem assistiam TV. As mulheres não lavavam os cabelos e não se maquiavam. Alguns chegavam ao ponto de nem tomar banho. Para o padre Luís Fernando, esses costumes e crendices estão em desuso nos dias de hoje, porque Deus está perdendo o lugar central na vida das pessoas. Ele está sendo substituído, por preocupações alheias como comércio, viagens (pois Sexta-Feira Santa é feriado nacional), trabalho e outras coisas. "Esses costumes antigos nunca fizeram parte das cerimônias oficiais da igreja e muito menos foram orientados por ela, mas refletiam a fé e o respeito que as pessoas tinham para com Deus. Eles simplesmente se identificavam com as dores de Cristo", conclui o padre.

Texto e fotos: Solange Carvalho

Tríduo Pascal começa com cerimônia do Lava-Pés e segue com Adoração ao Santíssimo

   

           

 Os fiéis da paróquia Espírito Santo, viveram ontem, o primeiro dia do Tríduo Pascal, com a tradicional cerimônia do Lava Pés , quando o sacerdote, lava os pés de membros da comunidade, imitando o gesto de Cristo, quando lavou os pés dos apóstolos (Jo. 13, 4-5).

     Através deste gesto, a igreja católica lembra também a instituição do Sacramento da Ordem. Este ano, de acordo ao tema da campanha da fraternidade, foram escolhidos, para participar da cerimônia, membros da comunidade que voluntariam, prestando serviços aos necessitados, como a professora Verônica, que coordena um cursinho preparatório para a faculdade, destinado a alunos de escolas públicas que não podem pagar.

     A liturgia da Quinta-Feira Santa encerra-se com a transladação do Santíssimo, para um lugar menor, onde as pessoas ficam em adoração, até a liturgia da Sexta-Feira Santa. Aqui na Paróquia Espírito Santo, a vigília é feita por membros participantes dos grupos de oração, pastorais, movimentos e redes celulares, além de toda a população.


Entenda o que é o Tríduo Pascal

   O Tríduo Pascal começa na Quinta-Feira Santa, quando oficialmente, termina a quaresma. São três dias, nos quais se recorda a Paixão, a morte e a ressurreição de Jesus. É como se fosse uma grande missa, que começa na quinta e termina no sábado santo. Tanto é que, na celebração da quinta, não há a bênção final. É uma grande celebração, dividida em três dias, para lembrar tudo que acontece com Jesus, em cada dia.

 

Texto e Foto: Solange Carvalho

Procissão do Encontro relembra o sofrimento de Maria ao encontrar-se com Jesus a caminho do calvário

 

                  

   Homens e mulheres da comunidade realizaram na última quarta-feira, a Procissão do Encontro, relembrando sofrimento de Maria, ao encontrar-se com seu filho Jesus, carregando a cruz a caminho do calvário. A tradicional procissão acontece todos os anos na quarta-feira da semana santa. Os homens, separados das mulheres, seguem por caminhos diferentes, e se encontram na igreja, onde é rezada a missa. Eles, carregando o andor com a imagem de Nosso Senhor dos Passos, e elas, guiadas pelo andor com Nossa Senhora das Dores.

    Durante a caminhada, os fiéis seguem em oração, e fazem reflexões sobre essa passagem bíblica, que segundo explica o Padre Bernardo, serve para meditarmos sobre a entrega de Jesus por amor aos homens. "Ele entrega sua vida por nós, mas Maria também entrega seu filho em nosso favor, porque também Jesus, filho de Deus é filho de Maria", completa.

    A Procissão do Encontro faz parte da religiosidade popular, portanto, não integra o calendário de cerimônias oficiais da Semana Santa católica. Ela caiu no gosto popular porque muitas pessoas se identificam com essa situação, de encontro e desencontro, em suas vidas cotidianas. "Quantas mães e quantos pais vivem uma situação de desencontro com seus filhos. E outros, vivem o encontro de seus filhos em situações difíceis. Tudo isso toca o nosso coração porque é da nossa experiência humana", conclui o padre.

 

Texto e Fotos: Solange Carvalho

Missas

2ª feira | 7h (Celebração)
3ª feira
| 7h | 19h30
4ª feira | 7h | 19h30 (Comunidade
NS Perpétuo Socorro - antigo
Setor 09) - R. Maria Asdente
Rosin, 71.
5ª feira | 7h | 12h15 | 19h30
6ª feira | 7h | 15h
Sábado | 17h (Salão da Comunidade
N.S. Aparecida - antigo CP4) | 19h (Igreja)
Domingo | 7h | 9h30 | 12h | 17h | 19h30

Confissões
* Devido ao retiro dos padres
da Diocese, de terça a sexta-
feira não haverá confissões
na PES.

Sábado | 10h


Programação de 15 a 21/07/2019

(12) 3931-2959

Avenida Cassiopéia, 461
Jardim Satélite, São José dos Campos/SP
12230-011

SEJA BEM VINDO.


Este é o novo site da Paróquia Espirito Santo.
Gostaríamos de mostrar para você algumas das funcionalidades novas que preparamos.



Conhecer o site