Acender uma Vela

 

Home » Arquivos » Histórico

Histórico


admin | 9 fevereiro, 2009

Quem somos…

Somos a paróquia Espírito Santo, cujo patrono é o Espírito Santo, terceira pessoa da Santíssima Trindade.
Fazemos parte da Igreja católica apostólica Romana, que tem como Pastor supremo o Senhor Jesus Cristo e como chefe visível o Papa Bento XVI. Somos uma porção da diocese de São José dos Campos, sediada na cidade de São José dos Campos – São Paulo – Brasil, cujo bispo é Dom Moacir Silva.

Estamos localizados na Avenida Cassiopéia, nº 461 – Jardim Satélite, São José dos Campos – SP.

Somos a Paróquia Espírito Santo!

Como Igreja, tínhamos poucos relatos sobre a nossa história. Nesses poucos registros, soubemos que em 1967 nosso bairro, Jardim Satélite, era uma fazenda. E no meio do terreno havia uma capelinha de pau-a-pique, sob uma frondosa árvore.

A área geográfica pertencia à Paróquia São Dimas, que na época tinha como pároco, Padre Ernesto Cunha. Ele mesmo relata que a primeira capela se parecia com o presépio de Jesus. E, de fato, ali seria o lugar onde o Cristo nasceria para nossa comunidade.

Com a colaboração de alguns leigos e padres, conseguimos colher fotos e alguns relatos por escrito. Registramos aqui um pouco do que ouvimos e lemos.

O mesmo Padre Ernesto trouxe para a capela uma imagem de Nossa Senhora com o título de Nossa Senhora do Amor Divino. Alguns moradores antigos afirmam que lá já havia uma imagem de Nossa Senhora Aparecida.

A imagem trazida pelo Padre Ernesto foi inspirada numa imagem presente no altar-mor do seminário Diocesano de Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Passaram por nossa comunidade celebrando missas alguns padres como: os padres salesianos da Paróquia Sagrada Família, da Vila Ema, o Padre Cláudio Nardelli, dentre outros.

Celebraram aqui também o Frei Dionízio (servo de Maria), que trazia pães para serem distribuídos para as crianças após as missas. Padre André Afonso Maria Butti que insistiu que o terreno fosse o que é atualmente.

Nesse período, por volta de 1968, veio então o Padre Luiz Albino Bertolotti que assumia a então capela que respondia, a partir daí, à Paróquia Santa Tereza do Menino Jesus.

Também nesse período ganhamos a posse definitiva do terreno e algumas melhorias foram feitas na então capela presépio, como havia sido denominada, para atender um pouco melhor à pequena comunidade.

De 1972 a 1978 começou o trabalho de “formiguinhas”, com bingos, rifas, promoções, coletas de material para serem revertidos em fundos para a construção da então primeira igreja construída em alvenaria, que passava a acolher um número maior de fiéis.

Quem não se recorda do saudoso Padre Luiz Albino Bertolotti, nosso primeiro pastor, quando nossa igreja ainda era uma capela. As crianças que aprenderam com o nosso próprio pároco a catequese, hoje, são pais e mães de família, tem curso superior, e são líderes de alguma pastoral ou movimento na própria paróquia.

O tempo passa…
Deixamos de ser crianças e nos tornamos adultos. No dia 20 de março de 1992 nossa comunidade passou a ser chamada de Paróquia Espírito Santo, e acolhemos nosso querido Padre Rinaldo Roberto de Rezende como pároco e em uma conversa com o Padre Ernesto, a respeito da nova Paróquia, ele nos fez uma colocação muito interessante: ao se tornar Paróquia, relata Padre Ernesto Cunha, Nossa Senhora cedeu lugar ao Espírito Santo. Ela discretamente preparou o caminho para nos apresentar o próprio Deus.

Pelas suas mãos, nossa comunidade cresceu em número, em graças e em maturidade cristã. Um povo que reza e trabalha. Foi preciso construir uma igreja maior para acolher tanta gente. Sabíamos que era um desafio, mas unidos, chegamos lá.

E valeu à pena!

A Igreja viva e a igreja templo eram para nosso pastor a menina dos olhos, que até hoje ele guarda no coração.

Padre Rinaldo teve como vigários alguns padres: Padre Pedrinho, Padre Eduardo, Padre Wagner, Padre Manoel Idalgo, Padre Raimundo, Padre Márcio, Padre Mário Lúcio, Padre Nivaldo, Padre Edinei.

E Deus não se cansa de derramar graças sobre nossa comunidade. Com a saída de Padre Rinaldo para estudos, em Roma, na Itália, o Senhor nos presenteou enviando dois novos pastores: Padre Luis Fernando Soares e Padre Bernardo de Oliveira, auxiliados por Monsenhor Antonio de Castro e Silva, que já atuava como vigário paroquial.

Além dos nossos três padres, nossa comunidade conta hoje com três diáconos permanentes, 133 Ministros da Eucaristia, mais de 50 grupos, divididos entre pastorais e movimentos, além das 69 células de evangelização.

Nossos trabalhos estão divididos em quatro Comissões: do Anúncio Missionário, do Diálogo Ecumênico e Inter-Religioso, do Serviço e Ação Social e do Testemunho de Comunhão. A Obra Social Nossa Senhora de Fátima oferece atendimento gratuito de psicólogos e advogados, alfabetização de adultos, farmácia comunitária, entre tantos outros serviços de auxílio aos carentes.

Com 15 horários de missas durante a semana e atendimento de confissões diário, a igreja oferece ainda um Plantão de Oração, com leigos que se revezam em intercessão diante do Santíssimo Sacramento.

Quase toda comunidade é dizimista e ofertante fiel. Um trabalho tão incisivo que fez nascer a Central do Dízimo, facilitando o atendimento aos mais de cinco mil dizimistas.

Nossa mais recente missão é o Plano de Evangelização Paroquial, denominado Povo Articulado em Células de Evangelização. A fundamentação bíblica dessa missão é o mandato de Jesus que diz “Ide”.

Somos discípulos e fomos enviados em missão para anunciar Jesus.
A Igreja existe para evangelizar.

Sob a ação poderosa do Espírito Santo, patrono de nossa paróquia, seremos instrumentos do crescimento do reino de Deus.

“Não me chamaste? Portanto, eis-me aqui, Senhor!”

Deixe um comentário