Estudos da Célula

Data: 18 a 24/03/2019
Tema:
Nos caminhos da conversão (primeira parte)
Salmo: 25 (NTLH)

Leitura: Lc 19,1-9

Ouça o estudo da semana


Muitos de nós, em viagens ou a procura de um endereço, já não trilhamos por estradas e caminhos errados? Não por culpa nossa, porque queríamos pegar um caminho errado, mas por não conhecermos o caminho certo. Talvez por um descuido, falta de atenção as sinalizações das estradas, “distração” durante a viagem ou ainda “alguém” que possa ter nos ensinado o caminho errado de propósito. Quando nos damos conta do caminho errado, aí sim, paramos. Este “se dar conta” do caminho errado pode ter acontecido de diversas maneiras, inclusive nós mesmos percebermos que estávamos no caminho errado. Sabíamos antes de sair de casa o destino certo, mas lá pelo meio da viagem começamos a perceber que “alguma coisa” não está batendo com o que você sabia sobre como chegar onde você planejou: a viagem está demorando muito, você começa a passar por alguns lugares que não consta na descrição que você tinha do caminho, então você cai em si e se pergunta “onde estou?” ou exclama “como eu vim parar aqui?”.

Aí está na hora de parar e perguntar para alguém que conhece a região e que seja de confiança, um policial por exemplo, e ele vai te dizer: “você está no caminho errado, vai ter que pegar aquele retorno, fazer uma CONVERSÃO à direita, voltar, pegar o caminho certo para que você possa chegar com segurança onde você planejou”. Assim, “convertidos” ao caminho certo, podemos prosseguir fazendo uma viagem tranquila. Mas, se insistirmos neste caminho errado as consequências serão desastrosas, especialmente após viajarmos tanto tempo por caminhos errados e ainda não chegarmos ao destino do lugar onde queremos chegar.

A nossa passagem por esta vida nada mais é do que uma viagem de volta para a nossa casa definitiva junto ao Senhor Jesus, nosso Salvador, e de todos aqueles que já nos precederam: é a casa do Pai. E esta viagem tem um mapa que nos ensina a como voltarmos com segurança, qual trajeto seguir, o que devemos fazer para não sairmos deste caminho seguro. Este mapa se chama: Palavra de Deus, a Bíblia. Nela encontramos orientações para vivermos bem esta vida e ainda o que devemos fazer para entrarmos na vida eterna. Também encontramos o “planejamento”, o “plano” de Deus para a Salvação de toda a humanidade e de cada um de nós. Particularmente, de todo o plano de Deus para fazermos esta viagem de volta com segurança para a casa do Pai, a pessoa de Jesus Cristo é a referência principal. Ele veio para tornar mais visível ainda a vontade e iniciativa de Deus em nos fazer voltar com segurança para sua casa. Ele mesmo, nosso Senhor, nos mostra com clareza este caminho e especialmente, entrega Sua vida para que este plano de Deus de nos levar de volta com segurança seja realizado com sucesso:

Um jovem rico pergunta a Jesus: “Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?”. Ele responde: “Observe os mandamentos” (Lc 18,20).

Tomé pergunta: “Qual o caminho certo a seguir?”. Porque eles não sabiam direito qual caminho seguir, Jesus responde: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. (Jo 14,5-6)

Todos nós conhecemos a famosa história do pequeno homem Zaqueu (Lc 19,1-10) que se encantou com o Senhor Jesus, com sua pessoa, suas palavras e exemplos. Jesus ensinava palavras de vida eterna, não somente a lei, que Zaqueu conhecia muito bem, mas que não eram o suficiente para tirá-lo da vida que ele tinha (de envolvimento com coisas ilícitas em seu trabalho).

Zaqueu estava andando por um caminho errado e viu em Jesus outro caminho que lhe encheu os olhos, lhe atraiu de tal forma que fez de tudo para se aproximar do Mestre e fazer com que deixasse sua vida de erros e seguisse nosso Senhor. Assim ele fez e o Senhor o recebeu prontamente. Ainda conhecemos a clássica e linda passagem daquele filho pródigo (Lc 15,11-24), que mesmo tendo tudo de bom jogou tudo fora, mas “arrependeu-se”, tomou o “caminho de volta”, “converteu-se” e voltou para sua casa paterna. A conversão é assim, a pessoa está andando por um caminho e de alguma forma descobre que este caminho está errado, cai em si e volta para onde é o seu lugar, o caminho certo do Senhor Jesus e a sua Igreja.


PERGUNTAS

1) Conheço o caminho certo para minha volta à casa do Pai?

2) Procuro sempre consultar o mapa de volta (Bíblia) para não me perder no caminho?



5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  • Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  • Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  • Orar por todas as pastorais e movimentos;
  • Pelos encontros de formação de líderes;
  • Orar pelo padre Rogerio Felix, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  • Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  • Por todo trabalho de células;
  • Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  • Orar pelos aniversariantes do mês;
  • Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  • Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 11 a 17/03/2019
Tema:
“Colunas mestras para que minha célula cresça e se multiplique (última parte)”
Salmo: 86,11-13 (NTLH)

Leitura: Mt 22,37-39

Ouça o estudo da semana

Nestas duas semanas estamos partilhando a respeito de algumas “colunas” mestras para que nossa célula seja forte, viva e assim possa se multiplicar. Colunas, como sabemos, são as bases que sustentam um edifício, por mais altos que sejam. Quando vemos em reportagens que um prédio ou uma ponte caiu ou que apresentam rachaduras e trincas significa que as bases e as colunas que deveriam sustentar a obra não foram bem-feitas, não suportaram seu peso, não aguentaram o dia a dia de uso daquele prédio, com o tempo se enfraqueceram e caíram... Assim também é em nossa vida espiritual e de célula. A oração é a principal coluna de toda nossa vida espiritual.

A segunda coluna para que sua célula seja forte, viva e se multiplique é o AMOR PELA CÉLULA!

2) Segunda coluna: amor pela célula. A leitura de hoje mostra muito bem o significado e força do amor: amar de todo o coração. Coração que pulsa, bate forte, sente, te faz chorar, te faz sorrir. O coração é a sede de seu sentimento, por alguém, por uma causa, e aqui por Deus e por sua célula. Seu coração precisa estar batendo muito forte por amor à sua célula, para que com esta força de amor com o seu coração, você seja um sempre apaixonado por sua célula.

Nosso Senhor ainda acrescenta neste mandamento que nosso amor por Deus deve ser também com toda sua alma. A alma é o nosso “ser”, é o que vai se encontrar com Deus quando deixarmos este corpo mortal, é a substância última de nosso ser composto. Quando nosso Senhor Jesus Cristo te diz que você deve amar com sua alma, quer dizer para você amar com o seu “ser”, com toda sua existência e sentido de vida.

Jesus diz ainda que você deve amar a Deus com toda sua mente: ou com todo seu entendimento, sua inteligência. Quer dizer que você deve usar sua mente para “pensar” em como melhorar sua célula, usar sua mente para elaborar planos, traçar metas, organizar atividades, pensar em como atrair mais membros para sua célula. Uma pessoa que ama alguém, ama uma causa, faz tudo por ela. Assim se você estiver amando sua célula, você fará tudo por ela: de coração, corpo e alma.

3) Terceira coluna: conhecimento: “ninguém ama aquilo que não conhece”. Quanto mais conhecemos a Palavra de Deus, sua profundidade e amplitude de uma célula mais a amaremos, com certeza. Quanto mais você conhecer os fundamentos, o sentido de uma célula, sua missão e visão mais ficará solidificado nela. O sistema paroquial de evangelização em células de nossa paróquia oferece muitas oportunidades para o conhecimento e aprofundamento celular, na palavra, sobre sua fé: Retiros Vida Plena e Envia-me, Encontro Bem-vindo a Célula, retiros espirituais, programações especiais de sua rede e a Escola Celular de Formação Permanente (aproveite, procure a Secretaria Paroquial para sse inscrever, pois restam apenas 15 vagas para a turma deste ano, com aulas às quartas-feiras à noite).

Conclusão:
Oração pessoal, amor por sua célula e conhecimento sobre ela são as três colunas mestras para você ser forte e fortalecer sua célula. Existem mais colunas? Sim, claro! Mas estas, bem vividas, se desdobrarão automaticamente na evangelização Oikós (principal “ferramenta” de trabalho do membro de célula). Uma pessoa de oração, que ama e que conhece sobre célula, não ficará “quieto (a)”. Onde quer que ele (ela) esteja e não guardará para si somente este tesouro. Amém!

PERGUNTAS

1) Qual das três colunas eu pratico?
2) Qual das três colunas eu preciso reforçar?


5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  • Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  • Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  • Orar por todas as pastorais e movimentos;
  • Pelos encontros de formação de líderes;
  • Orar pelo padre Rogerio Felix, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  • Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  • Por todo trabalho de células;
  • Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  • Orar pelos aniversariantes do mês;
  • Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  • Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 04 a 10/03/2019
Tema:
“Colunas mestras para que minha célula cresça e se multiplique (1ª parte)”
Salmo: 27,1-6 (NTLH)

Leitura: Jo 15,1-5

Ouça o estudo da semana

Vez por outra, ouvimos frases como “minha célula está devagar”, “minha célula há anos que não se multiplica” ou ainda “minha célula morreu”. Essas frases ou outras parecidas revelam um sintoma, um sinal, uma constatação de que a saúde desta célula pode não estar bem.

Quer ver sua célula florescer? Se revigorar? Se fortalecer?

Primeiramente, nunca desista, jamais se distancie de Jesus. Como Ele mesmo nos fala na leitura “continuem unidos comigo, e eu continuarei unido com vocês” (V-4). Não importa se você estiver se sentindo bem ou não, com coragem de ir na célula ou não, importa sim que você tenha consciência de que sem Jesus você não pode fazer nada: “sem mim, vocês não podem fazer nada” (V-5). Conhecendo nossa natureza frágil nosso Senhor pede que sempre fiquemos juntos com Ele, porque Ele nos fortalece para o dia a dia de nossa vida e de nossa missão. Esta contínua ligação com Jesus acontece na primeira coluna bíblica mestra para que sua célula se fortaleça e se multiplique: A ORAÇÃO.

Primeira coluna - oração: a oração é o tempo em que ficamos juntos com Deus para nele: a) Buscar força; b) Descansar nele, c) Conversar com Ele sobre “tudo” (nossa vida, necessidades, fraquezas, nossa célula). É um tempo de falar e escutar o que Ele tem para te orientar (tenha certeza de que Ele vai falar no seu coração e na sua mente). Este tempo com Ele é essencial e imprescindível na sua vida. Este encontro com o Senhor deve acontecer em um clima amoroso, amigável, não de um miserável pecador e um Deus longínquo, poderoso (embora Ele seja) que me mete medo. Antes de tudo deve ser um encontro a exemplo do encontro d´Ele com Moisés: “Deus se entretinha com Moisés face a face como um Homem fala com seu amigo” (Ex 33,11). Moisés ficava horas, dias, na presença de Deus e quando voltava, vinha forte encorajado para continuar sua missão, com respostas para as necessidades de seu povo.

Em sua vida você reserva tempo para tudo:
a) Para suas refeições (café-da-manhã, almoço, café da tarde e jantar): por isto nos mantemos fortes e sadios para o trabalho e as tarefas do dia-a-dia. Se somarmos os tempos que reservamos para nossa alimentação, certamente gastaremos cerca de 2 horas e meia por dia para nos mantermos vivos a aptos para o trabalho diário;
b) Para seus estudos: As exigências do mercado hoje são grandes. Temos que estudar, seja faculdade, cursos profissionalizantes, atualização de nosso trabalho... Se considerarmos que você estuda, certamente você reserva ao menos 3 horas diárias para se tornar ou se manter como um bom profissional em sua área de trabalho;
c) Para seu descanso e lazer: fala-se em 8 horas diárias o ideal para dormirmos por noite e termos um bom desempenho em nossas atividades diárias. Reservamos também outras tantas horas para o tempo livre com nossas famílias em casa, amigos, viagens, passeios com nossas famílias;
d) Para o seu trabalho: Obviamente temos que trabalhar para nosso sustento e de nossa família, para tanto lá se vão mais 8 horas diárias para este precioso e digno tempo;

Reservamos tempo para o trabalho que o Senhor nos deu, para os estudos com a inteligência que Ele nos deu, descanso e lazer em família que Ele nos deu e abençoou. Aí vem a grande pergunta: qual o tempo que você reserva para quem te deu tudo isto?

Pois bem-amado (a), precisamos reservar um tempo para o Senhor. Primeiramente porque Ele nos ama e quer manter conosco um constante e diário diálogo. Segundo porque nós precisamos estar com Ele para nos abastecermos na fonte, sabermos d´Ele que direção seguir e que decisões tomar em nosso serviço à sua obra.

Para uma boa saúde espiritual, pessoal e celular é necessário que todo membro de uma célula tenha o hábito de reservar no seu dia este espaço de “conversa”, de oração com o Senhor de pelo menos 30 minuto. Se você pensar um bem não é muito diante de tanto tempo que dedicamos a outras atividades por mais justas que sejam.

A primeira coluna, então, para que sua célula seja forte e sadia é a vida de oração do líder, auxiliar e de cada membro de sua célula.

(continua na próxima semana)

PERGUNTAS

1) O que tenho feito com o tempo que tenho disponível?
2) Terei a coragem de assumir diante do Senhor 30 minutos para estar a sós com Ele?


5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  • Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  • Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  • Orar por todas as pastorais e movimentos;
  • Pelos encontros de formação de líderes;
  • Orar pelo padre Rogerio Felix, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  • Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  • Por todo trabalho de células;
  • Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  • Orar pelos aniversariantes do mês;
  • Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  • Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 25/02 a 03/03/2019
Tema: Conhecendo os propósitos de Deus
Salmo: 37,1-6 (NTLH)

Leitura: Jo 17,1-3

Ouça o estudo da semana

Deus nos criou com um propósito definido: que nós alcancemos a vida eterna (Jo 10,10). Vida eterna não é somente viver para sempre, sem nunca morrer, mas é paz, alegria, satisfação, sentido para viver.

O Evangelho de hoje nos explica o que é vida eterna: “Ora, a vida eterna consiste em que conheçam a ti Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo que enviaste” (V. 3). Conhecer no sentido bíblico não é informação, mas experiência. Como alguém que saboreia uma fruta e experimenta sua doçura. Vejamos quais os propósitos de Deus para nossa vida através da declaração bíblica:

1 – “Conheçam a ti Deus verdadeiro...” (V 3). Como podemos conhecer (experimentar) a Deus:

- Através da adoração = Adorar é celebrar a presença de Deus através de cânticos, salmos e louvor espontâneo, mas principalmente com nosso estilo de vida. Em Rm 12,1, está escrito “Portanto, rogo-vos, irmãos, pela compaixão de Deus que apresentais os vossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é vosso culto espiritual”. Quando louvamos a Deus, experimentamos a sua majestade e poder.

- Através do discipulado= Discipulado é o termo regularmente usado para descrever o crescimento e fortalecimento dos cristãos em sua constante jornada de seguir os passos de Jesus. O estudo regular da Bíblia, com a intenção de pôr em prática seus ensinamentos, é a maior ferramenta do discipulado (Tm 3,14-17).

- Através da comunhão =Deus nunca teve a intenção que os cristãos vivessem isolados, mas em união com os outros que partilham a mesma fé, sendo identificados como o Corpo de Cristo. A comunhão nos ensina a conhecer o amor de Deus por nós, e a experimentar a sua presença entre nós (Mt 18,19-20).

2 – “... e a Jesus Cristo, que enviastes” (V 4). Como podemos tornar Jesus Cristo conhecido, como enviado do Pai:

- Através da evangelização =Evangelizar é transmitir as Boas Novas de Jesus Cristo para aqueles que ainda não estabeleceram um relacionamento pessoal com Ele. Deus decidiu usar seu povo para ajudar a consumar seu plano de Salvação. As últimas palavras de Jesus nos lembram que devemos ser testemunhas (At 4,1-8).

- Através do serviço =A ação de servir pode ser definida como “suprir necessidades com amor”. Através do serviço aos irmãos nós nos revelamos como discípulos de Jesus e revelamos ao mundo o seu amor (Jo 13,12-16). Deus tem abençoado os cristãos com dons especiais a fim de que sejam usados no serviço. Devemos descobrir nossos dons e colocá-los em pratica nas reuniões das células, na Igreja, através das pastorais, ministérios e movimentos que nossa paróquia possui. Um serviço que toda célula espera é que em breve seus membros sejam líderes de células.

Conclusão: Se queremos encontrar o sentido pleno de nossa vida precisamos cumprir os propósitos do Senhor. “Muitos são os planos do coração do homem, mas é o propósito do Senhor que permanecerá” (Pr 19,21).

 

PERGUNTAS

- Qual o propósito de Deus você acha mais fácil de praticar e qual o mais difícil?  
- Porquê?

 


AVISOS:

1) Coordenadores (as) e supervisores (as) de redes procurem urgente a Secretaria de Células para se inscreverem no I Retiro de Coordenadores.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de Formação de Líderes;
  5. Orar pelo padre Rogerio, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP);
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 “DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA”

Data: 18 a 24/02/2019
Tema: “Vencendo os obstáculos da vida”
Salmo: 93 (NTLH)

Leitura: Mc 10, 46-52

Ouça o estudo da semana

Nada na vida a gente conquista de graça. Os nossos sonhos estão sempre rodeados de obstáculos e se queremos conquistá-los precisamos vencer os obstáculos! Você se lembra de alguma conquista sua? Consegue lembrar dos obstáculos que você precisou vencer? Talvez tenha sido o seu emprego, a sua vaga na faculdade, a conclusão de algum curso, o seu cônjuge, a aquisição de algum bem, etc.

Bartimeu, o cego, tinha um grande sonho: desejava ver. Na narração de Marcos, ele “lança a capa”. Veja que o “lançar a capa” significa: vencer os obstáculos para a conquista dos seus alvos, metas, desafios e sonhos. Após ele ter lançado a capa, foi até Jesus e conquistou o seu grande sonho: ver. Qual a capa de Bartimeu e quais são as nossas?

1 - Acomodação – “...estava sentado na beira do caminho, pedindo esmola...” (V-46). Isso nos dá uma ideia de acomodação. Muitos passam a vida inteira “sentados à beira do caminho”, acomodados, entregues à própria sorte, vivendo como vítimas e não autores da sua própria história. Você deseja conquistar seus sonhos? Então lance fora toda acomodação. Muitos querem seguir Jesus, mas não conseguem vencer a própria acomodação e até já se conformaram com a vida que levam. Deus tem algo para realizar em sua vida. Lance fora toda a acomodação, levanta-te e venha seguir a Cristo!

2- Medo – “Coragem! Levante-se porque ele está chamando você!” (V- 49). Bartimeu lançou fora a capa do medo, e de um salto se levantou e foi a luta para conquistar seu grande sonho! Isso nos ensina a jamais deixar que o medo roube nossos sonhos, que o medo nos impeça de sonhar e conquistar aquilo que desejamos! Tem gente que não vê a Jesus e não se torna um verdadeiro discípulo com medo de não conseguir perseverar nos caminhos do Senhor, de quebrar paradigmas religiosos ou ser criticado pelos seus amigos ou familiares. Assim passa a vida toda “sentado e olhando Jesus passar com a multidão dos discípulos!”. Em nome de Jesus, eu encorajo você, membro ou não de uma célula, a tomar a decisão de seguir a Cristo, como fiel discípulo, pois só ele poderá levá-lo a realizar seus sonhos.

3- Incredulidade - “Vá; você está curado porque teve fé!”(V- 52). Você crê que alguém pode ser curado de cegueira? Humanamente falando isso seria impossível, mesmo com todo o avanço da medicina. Bartimeu guardava um sonho impossível e lutou por esse sonho. Através da sua fé ele conquistou o seu sonho e foi curado! Ele lançou fora a capa da incredulidade e Jesus realizou o seu grande sonho! Se você lançar fora a incredulidade, Jesus faz maravilhas em sua vida! O texto diz ainda que “muitos o repreendiam para que se calasse” (V- 48). Bartimeu teve que enfrentar o obstáculo da incredulidade das pessoas à sua volta que o desestimulava e o desanimava na conquista do seu sonho. Preciso ter fé e enfrentar a tudo e a todos, para conquistar o sonho desejado.


Conclusão:

Quais obstáculos você precisa vencer para conquistar seus sonhos? Não desista. Bartimeu não desistiu, venceu todos os obstáculos e com Jesus conquistou o seu sonho. Entregue os seus sonhos e sua vida a Jesus e Ele te fará um vencedor!

 

PERGUNTAS

1) Existe algum sonho em sua vida que você acha impossível de se realizar?
2) O que segundo a Palavra de Deus é necessário “lançar fora” para conquistar os seus sonhos?

 


AVISOS:
A ESCOLA CELULAR DE FORMAÇÃO PERMANENTE ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS PARA TURMA DE 2019. AULAS SOBRE A PALAVRA DE DEUS, MUNDO DAS CÉLULAS, LIDERANÇA E MUITOS OUTROS TEMAS QUE VOCÊ E SUA CÉLULA PRECISAM. AULAS ÀS QUARTAS-FEIRAS, DAS 19H30 ÀS 22H, NA SALA ESPERANÇA. INSCRIÇÕES NA SECRETARIA PAROQUIAL.

 

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Rogerio Felix para que Deus fortaleça e lhe dê sabedoria no pastoreio de nossa paróquia.
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 04 a 10/02/2019
Tema:Alimentando a esperança
Salmo: 46

Leitura: Hab 3, 17-19

Ouça o estudo da semana

À Igreja que se reúne nas casas, a paz!

O que fazer quando as coisas não dão certo? Só há duas coisas a fazer e é preciso escolher uma delas: ESPERAR OU DESESPERAR. Esta passagem das Escrituras é uma das mais belas e desafiantes da Bíblia, pois Habacuque (chamado profeta menor) desafia as circunstâncias contrárias e as suas próprias limitações e entoa um canto de esperança. A esperança não é um sentimento, mas uma escolha. Porque é tão importante ter esperança em situações de dificuldades e tragédias? Por três motivos:

 1 – Eleva nossos olhos para contemplar além do que está acontecendo: “...mesmo assim eu darei graças ao Senhor e louvarei a Deus, o meu Salvador” (V-18). A esperança nos faz ver o que somente Deus está vendo: POSSIBILIDADE. Ela nos dá força para enfrentarmos a realidade presente e avançarmos para o futuro.

2 – Nos leva a buscar soluções:Ele torna o meu andar firme como o de uma corça...” (V-19b). A esperança estabelece os pensamentos e amplia a capacidade de buscar as soluções, possibilitando ao homem escapar do labirinto dos problemas.

3 – Nos traz segurança: “...e me leva para as montanhas, onde estarei seguro” (V-19c). A esperança é a chama que aquece a alma nas horas difíceis e conduz o coração pelas estradas da dor e da dúvida, rumo ao ponto da segurança. O momento pode ser de decisões, sacrifícios e ações que podem gerar consequências diversas, mas a esperança nos garante, que, com Deus no comando, qualquer que seja o resultado será o melhor para as nossas vidas.

Conclusão: Deus enviou a esperança, pois ela é uma fiel condutora para os braços do Pai. Creia, como o profeta, e nenhuma situação poderá abalar sua convicção de que, no final, você sairá triunfante e louvará ao Senhor. Enquanto houver vida, haverá esperança, enquanto houver esperança, haverá a certeza de que tudo cooperará para o bem daquelas que amam a Deus.

 

PERGUNTAS

1 – Você é uma pessoa de esperança ou se desespera por tudo ou por nada?
2 – Se você é uma pessoa de esperança, o que ela tem produzido em sua vida?

 


AVISOS:

CONVOCAÇÃO:
COORDENADORES E VICES-COORDENADORES DAS REDES, SUPERVISORES, LÍDERES DE CÉLULAS E AUXILIARES (NESTA ORDEM) PARA O PRIMEIRO RETIRO PARA ESTAS LIDERANÇAS. ESTE RETIRO ENTROU PARA NA PROGRAMAÇÃO OFICIAL DE FORMAÇÃO DE NOSSO SISTEMA PAROQUIAL DE EVANGELIZAÇÃO EM CÉLULAS E ESTÁ MARCADO PARA OS DIAS 30 E 31 DE MARÇO, NA CASA DE RETIROS CORAÇÃO DE JESUS (PARQUE INTERLAGOS). O INVESTIMENTO É DE R$ 50. INSCRIÇÕES NA SECRETARIA PAROQUIAL A PARTIR DE 18/02.

OREMOS PELO PADRE ROGERIO FELIX. POSSE NA SANTA MISSA NA SEXTA-FEIRA, 15/02, ÀS 19H30, NA IGREJA. TODOS OS MEMBROS DE CÉLULAS ESTÃO CONVIDADOS.

OREMOS PELA NOVA MISSÃO DO PADRE LUIS FERNANDO NA CATEDRAL SÃO DIMAS. POSSE NA SANTA MISSA NO DOMINGO, 24/02, COM MISSA ÀS 11H. TODOS OS MEMBROS DE CÉLULAS ESTÃO CONVIDADOS.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia; ESPECIALMENTE PELA SUA NOVA MISSÃO NA CATEDRAL DE SÃO DIMAS.
  6. ORAR PELO PADRE ROGERIO FELIX PARA QUE DEUS FORTALEÇA E LHE DÊ SABEDORIA NO PASTOREIO DE NOSSA PARÓQUIA.
  7. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  8. Por todo trabalho de células;
  9. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  10. Orar pelos aniversariantes do mês;
  11. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  12. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

“A ESPERANÇA É O SONHO DO HOMEM ACORDADO”
(Aristóteles)

 

“UM LÍDER É UM VENDEDOR DE ESPERANÇA”
(Napoleão Bonaparte)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 28/01 a 03/02/2019
Tema:Dê um nome ao ano novo
Salmo: 100

Leitura: Gênesis 2,19-20


Todo ano traz 365 dias cheios de possibilidades e de potencial ilimitados. Todavia, podemos estragar esses dias que Deus nos dá, permitindo que se apossem de nós as tristezas, as derrotas, o desânimo, os fracassos. Ou podemos preenchê-los com atividades criativas, cheias de alegria, vitórias e bênçãos. Com um corte de tecido, uma pessoa pode confeccionar um lindo vestido ou um traje deselegante, dependendo da sua perícia com tesoura e agulha. Com certos ingredientes uma pessoa pode preparar uma refeição deliciosa, ou um “rango” intragável e indigesto, conforme a habilidade culinária de quem cozinha. Deus nos dá cada ano e, com ele, a grave responsabilidade de usá-lo e enchê-lo de vitórias e grandes realizações.

Desejo demonstrar três maneiras de você viver vitoriosamente cada ano que se inicia, alcançando nele grandes sucessos.  Em primeiro lugar, vamos conversar a respeito de sua vida mental, isto é, seus pensamentos. A maior bênção que o Senhor derramou sobre nós foi a capacidade de pensar. Todas as coisas que nos rodeiam, feitas pelo ser humano, são produtos de nosso pensamento, portanto, o pensamento é a fonte básica da criação e de todas as coisas.

Nossa mente é o ponto de encontro dos mundos espirituais. Nós encontramos Deus em sua Palavra. Os pensamentos de Deus vem revestidos de boas palavras que, por meio da leitura e memorização das Sagradas Escrituras, entram em nossa mente e conduzem nosso pensamento para o que é bom: “Por último, meus irmãos, encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente” (Filipenses 4,8).

O diabo também pode ocupar os pensamentos humanos. Ele projeta na tela de nossa mente toda sorte de tentações e de pensamentos destrutivos e negativos. Se uma pessoa der guarita às ideias do diabo, ele penetrará em sua mente e a controlará, com o objetivo de induzir essa pessoa a praticar obras malignas. Que pensamentos você escolhe ter?       

Em segundo lugar, eu gostaria de referir-me a sua visão. Quando você concentra seus olhos em alguma coisa, essa visão atrai uma espantosa capacidade criativa para o bem ou para o mal. Considere a experiência de Abrão, no momento em que ele recebeu a terra de Canaã. A Bíblia narra o fato em Gênesis 13,14-15: “De onde você está, olhe bem para o norte e para o sul, para o leste e para o oeste. Eu vou dar a você e aos seus descendentes, para sempre, toda a terra que você está vendo”.

Observe a promessa de Deus “Eu vou dar a você e aos seus descendentes, para sempre, toda a terra que você está vendo”. Portanto, ver ou contemplar é o pré-requisito para a posse. Se você não ver nada, se não tiver metas para a sua vida, se não tiver sonhos para esse ano, não possuirá nada. Temos que tomar cuidado para não ficarmos olhando os fracassos do passado e assim ficarmos paralisados, como a mulher de Ló: “E aconteceu que a mulher de Ló olhou para trás e virou uma estátua de sal” (Gênesis 19,26). Olhe para frente, para o que Deus preparou para você!

Em terceiro lugar, atribua nomes ao ano novo. Lendo Gênesis 2,19 ficamos sabendo que Adão pôs nomes em todos os animais: “Depois que o Senhor Deus formou da terra todos os animais selvagens e todas as aves, Ele os levou ao homem para que pusesse nome neles. E eles ficaram com o nome que o homem lhes deu”. Imagine o tremendo poder que Deus atribuiu a Adão, para que desses nomes a todos os animais de Deus!  Qualquer que fosse o nome que ele desse a um animal, esse se tornava seu nome particular e a expressão de sua natureza animal. Você pode dar nomes e rostos aos dias que são trazidos a você por Deus. Atribua nomes a seus dias e deixe-os trabalhar para você de um modo especial e maravilhoso. Vamos encarar cada dia de uma maneira nova. Dê um nome novo a cada dia, como por exemplo: felicidade, prosperidade, saúde, paz, alegria, vitória, conquista, entre outros.

Conclusão:

Coloque a Palavra de Deus em prática e você verá como a sua vida se fortalecerá e nada será capaz de destruí-la.

 

PERGUNTAS

1- O que você espera desse ano?
2- Sua célula está pronta para a multiplicação? 

 


AVISOS:

CONVOCAÇÃO:
COORDENADORES E VICES-COORDENADORES DAS REDES, SUPERVISORES, LÍDERES DE CÉLULAS E AUXILIARES (NESTA ORDEM) PARA O PRIMEIRO RETIRO PARA ESTAS LIDERANÇAS. ESTE RETIRO ENTROU PARA NA PROGRAMAÇÃO OFICIAL DE FORMAÇÃO DE NOSSO SISTEMA PAROQUIAL DE EVANGELIZAÇÃO EM CÉLULAS E ESTÁ MARCADO PARA OS DIAS 30 E 31 DE MARÇO, NA CASA DE RETIROS CORAÇÃO DE JESUS (PARQUE INTERLAGOS). O INVESTIMENTO É DE R$ 50. INSCRIÇÕES NA SECRETARIA PAROQUIAL A PARTIR DE 18/02.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia; ESPECIALMENTE PELA SUA NOVA MISSÃO NA CATEDRAL DE SÃO DIMAS.
  6. ORAR PELO PADRE ROGERIO FELIX PARA QUE DEUS FORTALEÇA E LHE DÊ SABEDORIA NO PASTOREIO DE NOSSA PARÓQUIA.
  7. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  8. Por todo trabalho de células;
  9. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  10. Orar pelos aniversariantes do mês;
  11. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  12. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  13. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (01 a 03/06)

 

“SE AS COISAS NÃO ACONTECEM COMO DESEJAMOS, DEVERIAMOS DESEJÁ-LAS DE MODO QUE ELAS ACONTEÇAM”
(Aristóteles)

Data: 12 a 18/11/2018
Tema:“Quando o fim se torna o começo”
Salmo: 126

Leitura:Mc 16, 1-11

Ouça o estudo da semana

À Igreja que se reúne nas casas, a paz de Jesus!

Introdução: Todos nós temos em comum o desejo de alcançarmos o sucesso na vida, e há algumas áreas que são o termômetro desse sucesso: o trabalho, a família, a nossa saúde, finanças, conquistas materiais, vida espiritual e liderança na célula.

No íntimo, lidamos com o medo de um fracasso extremo em uma dessas áreas, com situações críticas que se tornem irreversíveis. Chame como quiser: fundo do poço, fim do caminho, beco sem saída... Dívidas impagáveis, uma empresa falida, uma doença incurável, um bem de valor perdido, a morte de alguém querido, a família desmoronando, um casamento desfeito, um sonho perdido, enfim, inúmeras situações que são comuns em nossos dias.

Quando nos deparamos com situações assim, é preciso entender que Deus é um Deus de recomeço, de novos pontos de partida, de restauração. O que para nós, muitas vezes, parece “o fim” na ótica de Deus é apenas “o começo”. Há muitos exemplos bíblicos em que podemos refletir sobre isso: Adão (pecou, mas teve uma nova chance), Abraão (que mesmo com 100 anos, gerou um filho), Moisés (que esquecido no deserto, tornou-se líder de 3 milhões de pessoas), Davi (de perseguido a rei), Jó (perdeu tudo e foi restituído em dobro). Mas o maior exemplo é a ressurreição do Senhor, que já estando morto (dizemos que há jeito para tudo, menos para a morte) voltou para a vida. Se Cristo ressuscitou, tudo que para nós já está morto pode ressuscitar, nós mesmos um dia ressuscitaremos.

Temos que considerar algumas verdades para vermos o fim se converter em começo:

1 – Deus não depende das circunstâncias para cumprir suas promessas: “Abraão teve fé e esperança, mesmo quando não havia motivo para ter esperança, e por isso ele se tornou “o pai de muitas nações”. Como dizem as Escrituras: “Os seus descendentes serão muitos.” Abraão tinha quase cem anos. Mas, mesmo quando ele pensou a respeito do seu corpo, que já estava como morto, ou quando lembrou que Sara não podia ter filhos, a sua fé não enfraqueceu. Abraão não perdeu a fé, nem duvidou da promessa de Deus. A sua fé o encheu de poder, e ele louvou a Deus” (Rm 4, 18-20). Abraão era idoso, mas isto não foi impedimento para Deus fazer de Abraão, um pai.
2 – As adversidades podem mudar o curso da nossa vida para que o propósito de Deus seja cumprido: E José disse: — Cheguem mais perto de mim, por favor. Eles chegaram, e ele continuou: — Eu sou o seu irmão José, aquele que vocês venderam a fim de ser trazido para o Egito. Agora não fiquem tristes nem aborrecidos com vocês mesmos por terem me vendido a fim de ser trazido para cá. Foi para salvar vidas que Deus me enviou na frente de vocês. Já houve dois anos de fome no mundo, e ainda haverá mais cinco anos em que ninguém vai preparar a terra, nem colher. Deus me enviou na frente de vocês a fim de que ele, de um modo maravilhoso, salvasse a vida de vocês aqui neste país e garantisse que teriam descendentes. Portanto, não foram vocês que me mandaram para cá, mas foi Deus. Ele me pôs como o mais alto ministro do rei. Eu tomo conta do palácio dele e sou o governador de todo o Egito(Gn 45, 4-8). Foi assim com José do Egito, que foi levado para o Egito para que Deus realizasse o seu desígnio em sua vida. 

3 – As crises e perdas podem fazer parte de um processo de Deus para nos aperfeiçoar: “Eu reconheço que para ti nada é impossível e que nenhum dos teus planos pode ser impedido. Tu me perguntaste como me atrevi a pôr em dúvida a tua sabedoria, visto que sou tão ignorante. É que falei de coisas que eu não compreendia, coisas que eram maravilhosas demais para mim e que eu não podia entender. Tu me mandaste escutar o que estavas dizendo e responder às tuas perguntas. Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos.(Jó 42, 2-5). Jó era um homem íntegro que temia a Deus, mas tinha muito orgulho escondido no coração. Só depois de todas as suas perdas, teve outro nível de revelação de Deus e foi restituído em dobro por tudo o que perdeu.

4 – Não é projeto de Deus que alguém termine em derrota:Eu escrevi uma carta aos judeus que Nabucodonosor havia levado como prisioneiros de Jerusalém para a Babilônia: autoridades, sacerdotes, profetas e todo o povo”.  (Jr 29, 1). O Senhor sempre terá um desfecho abençoado para àqueles que o temem. Ele planejou nossa vida com um fim abençoado.

Conclusão: Na pior das hipóteses, se algo acontecer, o homem de Deus ainda se dá bem “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra viverá” (Jo 11, 25). Não importa sua situação ou se a sua vida parece estar no fim, se você confia em Deus tenha a certeza: Não é o fim, é somente o começo!
      

PERGUNTAS

  1. Você desiste das coisas facilmente?
  2. Já teve um recomeço, quando tudo parecia perdido?

 


 

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

“DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA”

Data:10 a 16/12/2018
Tema:“Tempo de gratidão”
Salmo: 113

Leitura: Lc 17, 11-19


À Igreja que se reúne nas casas, paz!

Estamos chegando ao final de mais um ano de atividades nas nossas células, isto se constitui um grande motivo de louvor para toda nossa comunidade. Por esta razão neste mês de dezembro vamos celebrar ao Senhor com todas as forças de nossos corações.

1- A GRATIDÃO É MANDAMENTO PARA O POVO DE DEUS. “Louvai, ó servos do Senhor, louvai o nome do Senhor” (v- 1). Este salmo exorta o povo de Deus a agradecer usando expressões de louvor. A gratidão deve dominar nossa mente, nossas atitudes e ações nestes dias que antecedem o fim de mais uma etapa. A gratidão é o reconhecimento pelas grandes obras que o Senhor tem feito em nossas vidas. Devemos louvá-lo pela sua constante misericórdia (Sl 117,1). Louve a Deus pelas suas vitórias na família, no trabalho, na saúde, nas finanças, e outras tantas coisas que acontecem em sua vida. Agradeça a Deus por sua célula, líder, membros, por todas as células, pelas redes, áreas, cursos de formação, encontros, festas das tendas, pela primeira FACE este ano, pelas mudanças em nosso sistema de células, especialmente pela coordenação geral e por toda obra de evangelização realizada neste ano. Louve a Deus pelos frutos espirituais que você colheu e pelo seu crescimento.

2 – A GRATIDÃO DEVE SER UMA PRÁTICA PARA TODOS OS MOMENTOS. “Desde o nascer ao pôr-do-sol seja louvado o nome do Senhor” (v-3). A gratidão deve ser um estilo de vida e não apenas um cântico esporádico. Devemos fazer de nossa vida um constante “altar” de adoração a Deus. Quando percebemos a presença de Deus em nossa vida e sabemos que tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8,28) não é difícil ter nos lábios palavras de gratidão. Quando a Palavra de Cristo nos domina, o nosso estilo de vida é transformado completamente e aprendemos a ver a mão de Deus em tudo, até mesmo nas dificuldades. Assim nada nos derrota ou desanima.

3 – A GRATIDÃO ATRAI O FAVOR DE DEUS: “... e do alto olha o céu e a terra” (v- 6). A gratidão a Deus tem a capacidade de constranger o coração do nosso Pai celestial. A gratidão, o louvor e a adoração atraem o olhar de Deus para nós, e atraem as bênçãos de Deus para a nossa vida. O louvor liberta o nosso coração da tristeza, preocupação, medo, insegurança. A Bíblia fala de situações de perigo, onde o louvor foi decisivo para a libertação. Veja no livro de Josué 6,1-27 as muralhas de Jericó caíram ao som das trombetas, instrumentos musicais usados para o louvor festivo. Também no segundo livro das Crônicas 20, 5-22 Josafá, rei de Judá vence os inimigos do povo cantando: “Louvai o Senhor, pois sua misericórdia é eterna” (v-21). Em Atos 16,16-34 – Paulo e Silas são libertados da prisão enquanto cantavam a Deus. Você pode ser liberto e alcançar a vitória pelo louvor!

 

4 – A GRATIDÃO ESTABELECE A PROSPERIDADE: “Para, entre os príncipes, fazê-lo sentar, junto dos grandes de seu povo” (v-8). A prosperidade do povo de Deus sempre esteve ligada com a gratidão, pois Deus espera que confiemos N’Ele e na sua ação. Portanto se você está com algum problema familiar, financeiro, de saúde, profissional ou espiritual, entregue a Deus e confie, pois Ele vai agir (Sl 36,5).

 

CONCLUSÃO: Neste final de ano, nesta última reunião celular, agradeça a Deus por tudo e saiba: Deus te ama e cuida de você.

PERGUNTAS

  1. Qual foi a sua maior conquista este ano? E o que você fez ou pretende fazer como gratidão? Comente

  2. Faça uma rápida avaliação de sua célula.

 

 


 

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

 

“DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA”

Data: 19 a 25/11/2018
Tema:“O dízimo e a vida abundante”
Salmo: 23

Leitura: Ml 3, 7-12 | I Cor 9, 6-10

Ouça o estudo da semana

À Igreja que se reúne nas casas, a paz de Jesus!

Apesar da palavra de Deus proclamar a vitória dos que crêem em Cristo, muitos cristãos não vivem triunfalmente. O temor que é observado nos olhos de uma multidão de pessoas do século XXI é visto no rosto de muitos cristãos também. Ao invés de uma vida abundante, numerosos seguidores de Jesus de Nazaré estão cansados e ansiosos. Entretanto, no meio de uma sociedade que inclui tantas pessoas que estão amedrontadas e deprimidas pelas condições que prevalecem em seu mundo, há aqueles que encontraram o segredo da vida abundante. Tais pessoas imediatamente são notadas diferentes.

Descobri que muitos seguidores de Jesus que possuem uma alegria interna são aqueles que cultivam o hábito do dízimo e ofertas. A ideia de encontrar a vida feliz por meio do dízimo e ofertas não é nova. Tal dádiva divina foi assegurada àqueles que observam este costume nos tempos do Antigo Testamento. “Ponham-me à prova e verão que eu abrirei as janelas do céu e farei cair sobre vocês as mais ricas bênçãos” (Ml 3,10). Esta passagem de Malaquias tem sido muitas vezes interpretada como indicando que as recompensas serão de natureza material. Os dizimistas frequentemente testemunham que graças materiais acompanham um reconhecimento regular da bondade de Deus, por intermédio do dízimo. Mas os resultados descritos em Malaquias não estão confinados a recompensas materiais somente. A retribuição do dízimo sob a forma de bênçãos espirituais reflete-se em vidas transformadas. O quadro do Antigo Testamento é uma preparação daquilo que se transformou na experiência de cristãos em todos os tempos; que encontraram no dízimo e ofertas uma porta aberta para a vida abundante e vitoriosa.

Três bênçãos espirituais são experimentadas pelos dizimistas e ofertantes fiéis, trazendo vida abençoada e abundante:

Em primeiro lugar, o dízimo e as ofertas contribuem para a felicidade daqueles que obedecem a Bíblia nesta questão. Este princípio pode ser alargado a fim de incluir a ideia de que toda a generosa divisão de riqueza resulta em felicidade para aquele que contribui. O dinheiro dividido transforma-se numa fonte de alegria permanente. Esta lei é básica para vida. O dízimo, as ofertas ou a generosa divisão dos bens materiais traz a felicidade. Tenho observado esse fato por meio de testemunhos de dizimistas que dizem: “o dízimo nos tem ajudado mais do que nosso dinheiro tem ajudado a Igreja e aos outros”.

Em segundo lugar, o dízimo e as ofertas contribuem para a saúde física. Como? Não meramente por eventos que podem ser descritos como milagres divinos, mas, também, eliminando as numerosas e óbvias tensões originadas pelo dinheiro ou pela falta dele, trazendo ao cristão uma fé confiante, em que Deus abençoará aqueles que entregam o dízimo, os libertando da lei da carteira de dinheiro, cartão de crédito ou talão de cheques, levando-os a agir, muitas vezes, como se Deus não existisse, esquecendo da maravilhosa providência divina que está à disposição dos cristãos para guiá-los e guardá-los. Sem esta confiança numa força além da humana, eles são vítimas de nervosismo e temor. O dízimo torna o cristão ciente do poder divino, acima do poder humano, que está à disposição para ajudá-lo.  

Em terceiro lugar, o dízimo constitui uma porta aberta através da qual o poder de Deus pode vir à vida. O dízimo e as ofertas causam vida alegre e abundante. “Minha vida tem sido mais feliz desde que comecei a entregar o dízimo”, disse um homem empresário. “Tenho encontrado grande alegria no dízimo, e coisas boas têm acontecido em minha vida”, disse um jovem. “Tenho recebido muitas bênçãos em minha vida espiritual, afetiva e material”, disse outra pessoa. Outros comentaram como segue: “O dízimo é certamente o caminho da vida feliz”; “aprendi o significado de vitória em todos os aspectos desde que comecei a pagar o dízimo e dar ofertas durante as missas”. Um engenheiro da Embraer fez o seguinte comentário sobre a sua experiência com o dízimo: “comecei a entregar o dízimo três anos antes de casar-me. Posso dizer que, embora não tenhamos tudo quanto desejamos, nada nos faltou”. Sua família reflete a validade do seu testemunho pela maneira, porque desfrutam uma alegre experiência cristã e um lar feliz. O poder de Deus, que traz vida abundante e vitoriosa vem a muitos daqueles que entregam seu dinheiro como parte da dedicação que fazem de si mesmo a Deus.     

Conclusão: O dinheiro do cristão é uma parte de si mesmo, de sua mente, de sua força e de sua vida. Quando traz seu dízimo está dando uma parte de si mesmo a Deus. Por tal ato, ele vem para mais perto de Deus. O dízimo não é uma compra da bondade de Deus, é um grato reconhecimento das bênçãos já recebidas. Só compreende o dízimo aquele (a) que já fez a experiência do amor e da bondade de Deus e que por gratidão, não obrigação ou fria obediência, quer dar a Deus toda a sua vida.

Saiba mais:
Qual a porcentagem do dízimo?  A décima parte, como já diz o próprio nome dizimo. A palavra de Deus diz: “Eu, o SENHOR Todo-Poderoso, ordeno que tragam todos os seus dízimos aos depósitos do Templo...” (Ml 3,10).

 

PERGUNTAS

  1. Você tem alguma bênção em relação ao dízimo e ofertas para contar?
  2. Que benefícios você observa na Paróquia Espírito Santo realizados por meio dos dízimos e ofertas?

 

 


 

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

“DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA”