Estudos da Célula

Data: 06 a 12/08/2018

Tema:“O projeto de Deus para cada discípulo”

Salmo: 122 (NTLH)
Leitura: Isaías 54, 13-17

Ouça o estudo da semana

Veja através da Sagrada Escritura, de maneira especial no livro de Isaías, o que o Senhor projetou para nós, que depositamos nossa confiança nele e em seu Filho Jesus.

  1. Felicidade: “...e a felicidade deles será grande...” (V- 13)

Jesus quando veio ao mundo deixou aos seus discípulos a sua paz, uma paz verdadeira, não como o mundo dá, pois o mundo é uma ilusão, o dinheiro, a fama e os prazeres podem até parecer paz, mas na prática tem trazido aflição da alma. Jesus disse: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou”. (Jo 14,27).
A paz que Jesus dá aos seus é uma paz transmissível e contagiante, pois quando Ele enviou os seus discípulos disse a eles que em qualquer casa onde eles entrassem deveriam dizer primeiro “paz seja nesta casa” (Lc. 10,5). Mas o homem sem Deus não tem paz; O profeta Isaías diz; “Mas o ímpio não tem paz, disse o Senhor” (Is 4,22; 57-21).
A paz ou felicidade que vem de Deus é como rio somente para aqueles que dão ouvidos aos mandamentos (Is 48,18) e para aqueles cuja mente está firme nele (Is 26,3).

  1. Uma vida superior ao medo e opressão: “Serás fundada sobre a justiça e por isso viverá segura, livre para sempre da violência e do terror” (V-14)

Jesus disse: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8,32-36). Portanto muitas pessoas sem conhecerem o mundo espiritual, continuam presas, pois aquele que comete pecado é escravo do pecado (cf Jo 8,34; Rm 6,16-23).
Somos pecadores, precisamos do perdão de Deus para sermos libertados (Lc 4,19), portanto, como discípulos, devemos viver libertos, não permitindo ao inimigo nos oprimir.

  1. Autoridade e domínio sobre seus inimigos: “qualquer arma forjada contra ti, ver-se-á destinada ao insucesso e na justiça ganharás causa de qualquer língua que quiser acusar-te.” (V-17)

Jesus nos deu poder sobre todo o mal (Mc 16,15-18). Certamente você precisa acreditar que quem está em Cristo, tem no mundo espiritual, autoridade sobre os demônios. Através da paixão morte e ressurreição de Jesus fomos colocados numa posição privilegiada. Leia Efésios 2,6. Veja o exemplo de Davi que não temeu guerrear com o gigante Golias, pois confiava que era forte no Senhor (1Sam16,13-17; 45-46)

Conclusão: A palavra discípulo quer dizer aprendiz, espero que você esteja disposto(a) a aprender, pois Deus tem grandes coisas a revelar a você. O projeto de Deus para você é de felicidade, liberdade e autoridade sobre o inimigo. Agora você precisa permitir que Jesus Cristo seja o Senhor da sua vida e assuma o controle da mesma, hoje você é convidado a andar no projeto de Deus.

 

Perguntas

  1. Você é um verdadeiro discípulo de Jesus?
  2. Você conhecia seus direitos como discípulo (felicidade, liberdade e autoridade)? Você tem usado estes direitos?

 


AVISOS:

Vem aí o Retiro da Rede Mista com o tema “Lava-te e serás curado” (aberto a membros de todas as redes), nos dias 21 e 22/07, na Casa de Retiro Coração de Jesus. Investimento de R$ 50. Inscrições na Secretaria Paroquial.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09/09/2018)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 30/07 a 05/08/2018

Tema:“Aprendendo a lidar com as crises”

Salmo: 138 (NTLH)
Leitura: Hebreus 10, 32-39

Ouça o estudo da semana

Você já enfrentou alguma crise na vida? Você já enfrentou uma crise familiar, conjugal, financeira, emocional ou de saúde? Venceu?

Na vida, todos nós enfrentamos crises, problemas, dificuldades, mas nem todos vencemos, pois as dificuldades não estão exatamente nas crises, e sim na maneira como as enfrentamos. Às vezes, resolvemos um problema criando outro ou outros. Mas não os resolvemos, apenas nos submetemos aos problemas.

O texto deste estudo celular nos fala das dificuldades, problemas e crises enfrentadas pelos primeiros cristãos e como eles fizeram para vencer suas crises.

1-Enfrente as crises com perseverança:

“...Quão longas e dolorosas lutas sustentastes” (versículo 32). Suportar, resistir, sustentar, perseverar, lutar, etc. Eis aí o segredo para se vencer as crises, pois ninguém vence uma crise ou dificuldade desistindo, fugindo, correndo com medo delas.

Os primeiros cristãos foram orientados a vencer suas crises como um atleta vence seus desafios: perseverando! A palavra grega “athiesis” traduzido no texto como “combate, luta”, é a origem da palavra atleta, daí entendemos que se quisermos vencer as nossas lutas, combates e crises na vida, precisamos enfrentá-las com perseverança.

A mensagem do Evangelho é sempre uma mensagem de esperança, mudança, transformação, ânimo, vitória e salvação. Você deseja vencer as crises e dificuldades da vida? Então, abra a sua mente para o Evangelho e o coração para Jesus e você experimentará a vitória nas suas crises da vida!

2- Enfrente as crises com confiança na vitória:

Não somos, absolutamente, de perder o ânimo para nossa ruína...” (versículo 39). Quando enfrentamos uma crise, o primeiro sentimento que invade o nosso coração é o desânimo, a falta de confiança na vitória. Muitas vezes, abrimos nossa boca para declarar nossa própria derrota, dizendo: “Não consigo vencer, não posso, não tem jeito, não dá”. Essa é uma clara demonstração de que não temos nada, nem ninguém na vida a quem confiarmos os nossos problemas, dificuldades e crises. E quando enfrentamos alguns problemas e crises na vida? Apresento-lhe Jesus, Aquele que venceu todas as crises (conforme João 16,33) e que se oferece para nos ajudar. Confie Nele e O receba como seu Senhor e Salvador! Ele nos conduz a completa vitória!

3- Enfrente as crises com fé:

“...somos de manter a fé para a nossa salvação!” (versículo 39). A fé firmada em Deus nos leva a vencermos todas as crises e dificuldades da vida. Sem fé é impossível vencermos na vida, pois para tudo que formos fazer precisamos de fé, precisamos de fé para acreditar que vem um novo dia, que teremos o nosso alimento diário, que teremos condições para tomar um transporte que nos levará ao local de trabalho, etc.

Aqueles cristãos estavam enfrentando terríveis sofrimentos e perseguições. Eles estavam desempregados. Os que eram comerciantes, perderam seus clientes. Todos seus bens foram confiscados (Hebreus 10,34), estavam sendo presos, mas ainda perseveravam na fé em Cristo e por isso, Deus os fez vencedores. Sabe qual é a vitória que vence o mundo, as crises, os problemas e outras adversidades? A nossa fé (I Jo 5,4). Quem entrega sua vida a Jesus vence as crises. Entregue, agora, sua vida e o seu coração a Jesus. Ele te salvará e te dará a vitória sobre todos os teus problemas.

 

Perguntas

1) Você está passando por alguma dificuldade ou crise em sua vida?
2) O que você aprendeu com a lição de hoje para vencer as crises ou dificuldades?


 

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09/09/2018)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 23 a 29/07/2018

Tema:“A felicidade do perdão”

Salmo: Lucas 1, 46-55 (Magnificat)
Leitura: Salmo 31 (32)

Ouça o estudo da semana

Introdução: Pecado, uma palavra bastante incômoda, que parece não fazer mais parte do vocabulário de pessoas modernas, livres de sentimentos de culpa e preconceitos. É verdade que os tempos mudaram, mas os preceitos do Senhor continuam os mesmos. Deus nos ama e por isso, coloca regras e limites para nós, como um sinal de trânsito vermelho, que indica “pare”! Quando não obedecemos ao sinal, provocamos acidentes que podem machucar ou serem fatais para nós e para os outros. Deus ao nos dar suas orientações, age como pai, que quer o nosso bem e por vezes, proíbe para que tudo venha a correr bem para nós. Só aceita o pecado como desobediência a Deus aquele (a) que se vê, amado (a) por Ele e confia plenamente Nele. Para aquele (a) que pecou, Deus age com misericórdia e perdoa. O perdão de Deus é maravilhoso, pois nos coloca novamente no caminho da felicidade.

1 – O perdão de Deus traz felicidade: “Feliz aquele cuja iniquidade foi perdoada, cujo pecado foi absolvido”. (versículo 1). Todos nós desejamos a felicidade. Às vezes, pensamos que qualquer coisa ou pessoa pode nos fazer feliz. Você já ouviu a seguinte expressão: “Eu tenho o direito de ser feliz”. Muitas vezes esta frase é dita por pessoas que andam na contramão da vontade de Deus. O que importa, muitos dizem, é que eu seja feliz a qualquer preço. Mas é interessante notar que muitas pessoas que repetem constantemente esta frase, na verdade, não são felizes. Querem se convencer e convencer os outros que são, mas por dentro, estão tristes, angustiadas, trazem sentimentos de culpa e remorso. Somente o perdão de Deus pode restabelecer a paz e trazer a verdadeira felicidade.

2 – O pecado traz consequências: “Enquanto me conservei calado, mirraram-se-me os ossos entre contínuos gemidos. Pois, dia e noite, vossa mão pesava sobre mim; esgotavam-se-me as forças como nos ardores do verão”. (versículo 3-4). O pecado gera múltiplas e graves conseqüências, em todos os campos:

  • Área física: “mirraram-se-me (envelheceram-se) os ossos”- (versículo 3) – doenças.
  • Área emocional: “...Entre contínuos gemidos...esgotavam-se-me as forças...” – (versículo 3-4) – angústia, medo e depressão.
  • Área financeira: “como nos ardores do verão” – (versículo 4) – tempo seco, miséria.

3 – Outras consequências do perdão de Deus: “Disse: sim, vou confessar ao Senhor a iniquidade. E vós perdoastes a pena do meu pecado”. (versículo 5) - reconciliação com Deus, paz com Ele, consigo mesmo e com os outros – volta ao equilíbrio interior.
          
- “Assim também todo fiel recorrerá a vós no momento da necessidade.” (versículo 6) – certeza de vitória em todos os momentos, pois existe consciência da presença e proteção de Deus.

- “Vós sois meu asilo, das angústias me preservareis e me envolvereis na alegria de minha salvação”. (versículo 7) – alegria interior. O pecado provoca tristeza; o perdão traz alegria.

Conclusão: Quando há o genuíno arrependimento, Deus apaga completamente os pecados do homem, e, assim como dista o oriente do ocidente, Deus os aparta completamente e nunca mais o homem se lembrará deles.  

Perguntas

1- Como você se sente após pedir e receber o perdão de Deus?


 

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09/09/2018)

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 09 a 15/07/2018

Tema:“Chamados a servir”

Salmo: 23 (NTLH)
Leitura: Ex 3, 1-8; 13-15  

Ouça o estudo da semana

Introdução: Quando um diamante é encontrado em seu estado bruto, ou cheio de impurezas, sujeiras coladas nele e que o tornam menos valioso, precisa passar por um processo chamado “lapidação” que consiste em retirar, através de instrumentos próprios, todas as suas sujeiras, tornando-o limpo e restaurando o valor que lhe é próprio. O objetivo deste processo é torná-lo comerciável. Aquele que deseja servir ao Senhor, também precisa ser trabalhado por Deus, mas antes deve receber um chamado para servir a Deus, a partir do chamado de Moisés, conforme as características do servo:

1-Pessoa ocupada: “Moisés cuidava das ovelhas e das cabras de Jetro, o seu sogro...” (versículo 1)
O Senhor não chama pessoas desocupadas para servi-Lo, pois Deus precisa de pessoas que assumam responsabilidades. Isto nos leva a entender que quanto mais ocupada uma pessoa é, mais disponível se torna para o Senhor.

2-Tem um encontro com Deus: “Ali o Anjo do SENHOR apareceu a ele numa chama de fogo no meio de um espinheiro.” (versículo 2)
O servo precisa conhecer o Senhor, pois somente a partir do encontro pessoal com Jesus, ele saberá a quem vai servir.

3-Atende imediatamente ao chamado: “Quando o SENHOR Deus viu que Moisés estava chegando mais perto para ver melhor, ele o chamou do meio do espinheiro e disse: — Moisés! Moisés! — Estou aqui — respondeu Moisés”. (versículo 4)
O servo atende ao Seu chamado imediatamente: “Eis me aqui!”  Assim respondeu Maria: “Eis aqui a serva do Senhor”. (Lucas 1,38). Após reconhecermos a voz do Senhor que nos chama, não podemos deixar a resposta para amanhã. Deus espera de nós disponibilidade. Aquele que retarda a sua resposta ao Senhor, seja por medo, comodismo ou insegurança já não serve para Deus. Devemos agir como o apóstolo e evangelista Mateus: “Disse-lhe: Segue-me. O homem levantou-se e o seguiu.” (Mt 9,9).


 

4-Atitude de Servo: “Porém Moisés disse: — Quando eu for falar com os israelitas e lhes disser: “O Deus dos seus antepassados me enviou a vocês...” (versículo 13)
No Reino de Deus, servir é um princípio. Apenas aquele que aprende a servir, pode ser servido. Jesus foi o maior exemplo de um Servo, quanto mais assumirmos a nossa posição de servidores, maior e mais dignos de honra nos tornamos aos olhos do Senhor. Porém, no Reino de Deus, não se pode servir a outro sem amor. O amor deve levar o servo a servir a todos como ao Senhor. A evangelização “OIKÓS”, método evangelizador das células, começa criando ponte de amizade por meio do serviço, que cria ponte para o coração do evangelizado.

5-Possui uma nova visão de Deus e de sua obra: “Deus disse: — EU SOU QUEM SOU. E disse ainda: — Você dirá o seguinte: “EU SOU me enviou a vocês.” (versículo 14)

Os israelitas mal conheciam a Deus, mas Deus diz que Ele é “EU SOU”. Em primeiro lugar, Ele é o libertador do povo. Ele é o Deus próximo, o Deus Pastor. Quando encontramos a Deus de verdade, nós O servimos de bom grado, pois O descobrimos como Deus “EU SOU AMOR”, portanto, o serviço a Deus passa a ser realizado como correspondência ao amor a Deus, e não como obrigação para evitar a “vingança de Deus”, que castiga àqueles que não O serve.     

 

Perguntas

1- Você se vê como um servo de Deus?
2- Como você está servindo concretamente a Deus?                                     


AVISOS:

Vem aí o Retiro da Rede Mista com o tema “Lava-te e serás curado” (aberto a membros de todas as redes), nos dias 21 e 22/07, na Casa de Retiro Coração de Jesus. Investimento de R$ 50. Inscrições na Secretaria Paroquial.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09/09/2018)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 09 a 15/07/2018

Tema:“Jesus diante do pecador e do pecado”

Salmo: 96 (NTLH)
Leitura: Jo 8, 1-11

Ouça o estudo da semana

Introdução: Nos primeiros tempos da Igreja, quando foram redigidos os livros do Novo Testamento, de quase todas as cópias da Bíblia foi tirada esta página do Evangelho de hoje. Por que motivo? Muito simples: até o leitor mais distraído fica estarrecido diante do “disparate” proferido por Jesus. Disse ele a adúltera: “Nem eu te condeno” (versículo 11). Isto já é demais! Os maridos, os pais, os responsáveis, pela comunidade devem ter pensado: a vida de algumas mulheres já não é tão exemplar; se souberem que Jesus não condena certos modos de agir, então é o fim! Quem conseguiria mantê-las na linha?

Deus, porém, dispensa conselhos sobre o que ele deve fazer ou falar, e, felizmente quis que esta página fosse mantida. O Evangelho nos leva a compreender que Jesus tem duas atitudes diferentes; uma com o pecador e outra com o pecado. Vejamos:

1 – Uma mulher foi descoberta: Os escribas e os fariseus trouxeram-lhe uma mulher que fora apanhada em adultério.” (versículo 3). Uma mulher é descoberta... e não estava rezando o terço! É surpreendente que não se fale do “parceiro” (é difícil cometer adultério sozinho...). Sempre tem alguém que está à espreita dos pecados alheios, vendo sempre o pior das pessoas. A comunidade cristã não deveria ser um lugar de condenação, mas de acolhimento, ajudando o irmão(ã) a sair da situação em que está vivendo, mas infelizmente nem sempre é assim. Às vezes, temos a atitude dos escribas e fariseus que se achando perfeitos, estavam prontos a atirar pedras. Quantas vezes jogamos as pedras da crítica, do preconceito, da fofoca e da incompreensão sobre as pessoas. Jesus não acolheu de bom grado os que foram a ele falando sobre os pecados dos outros e nós em nossas células e pastorais devemos fazer o mesmo. Se não for para ajudar não interessa.

2 – A atitude misericordiosa de Jesus: “Jesus, porém se inclinou para frente...” (versículo 6), Jesus que podia condenar não o fez, ao contrário, inclinou-se para a mulher, pois com certeza ela havia sido atirada ao chão por seus juízes e pelo seu pecado. Jesus inclina-se, abaixa-se, vai até o chão onde ela está. Foi exatamente isto que Cristo fez, veio do céu, tornou-se homem, conviveu com os pecadores e morreu por nós, para nos resgatar (conforme Filipenses 2,6-8). Jesus não veio para atirar pedras ou lama, não veio para condenar, mas para salvar. Ele disse a mulher: “Nem eu te condeno” (versículo 11). Esta deve ser a nossa atitude cristã, assim deve ser a nossa comunidade cristã, acolhedora, salvadora, não um tribunal, mas um hospital que cura o ferido e salva aquele (a) que está à beira da morte. Devemos ser movidos pela mesma compaixão de Cristo.
3 – Cristo acolhe o pecador, não o pecado: “Vai e não tornes a pecar” (versículo 11). Se Jesus não julga e não condena, quer dizer então que o pecado não significa nada? Praticar o bem ou o mal é a mesma coisa? De modo nenhum! O pecado é um mal muito grave que infelicita a vida de quem o pratica. Jesus não diz a mulher: “Vai em paz, fizestes bem em trair seu marido, continue fazendo assim...!” mas lhe diz: ”pare com isso, não peques mais, para não estragar a tua vida e tua família por um instante de prazer!”. Ninguém detesta o pecado mais do que Jesus, porque ninguém ama o homem mais do que Ele. Entretanto não condena a pessoa que errou, para não acrescentar mais males aos que o pecador já cometeu.

Conclusão: O Evangelho continua incomodando muitos cristãos (os que sempre tem as mãos empunhando pedras, ou melhor, queria dizer... os que as têm na língua!) A Palavra de Deus nos ensina a acolher o pecador, não o pecado e a levá-lo a viver uma vida nova. Que assim seja nossa paróquia e nossas células.    

 

Perguntas

1) De que forma podemos tornar nossa célula mais acolhedora?
2) Minha atitude em relação aos que erram, tem sido de acolhimento ou condenação?


AVISOS:

Vem aí o Retiro da Rede Mista com o tema “Lava-te e serás curado” (aberto a membros de todas as redes), nos dias 21 e 22/07, na Casa de Retiro Coração de Jesus. Investimento de R$ 50. Inscrições na Secretaria Paroquial.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09/09/2018)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Data: 02 a 08/07/2018

Tema:“A fé que funciona”

Salmo: 40(NTLH)
Leitura:1Cr 16,8-36

Ouça o estudo da semana

Qual será a fé que verdadeiramente funciona?

1 – É aquela que está ligada à paciência.
Esperei com paciência pela ajuda de Deus, o SENHOR! (V. 1a)
Esperar não é algo fácil, exige determinação e convicção. No reino espiritual a paciência será sempre prioridade para quem quer andar na fé. Se quisermos alcançar algo de Deus, temos que aprender a esperar o momento de Deus, que não falha ou tarda, mas age na hora certa. Jó é uma testemunha fiel desta verdade. Jó 42,10 diz: “E o Senhor o restabeleceu de novo em seu primeiro estado e lhe tornou em dobro tudo quanto tinha possuído”. Deus vai transformar a sua vida, quando você aprender a esperar. Veja os resultados da paciência no versículo 3: “Tirou-me de uma cova perigosa, de um poço de lama.”

2 – É aquela que deposita confiança integral no Senhor.
Feliz aquele que confia em Deus, o SENHOR(V. 5)
Confiar no próximo hoje em dia se tornou um desafio muito grande. O fato é que nós aprendemos a não confiar em ninguém e por isso, nutrimos em nosso interior uma dificuldade muito grande para confiarmos em Deus também. Não adianta ficar correndo atrás de soluções rápidas ou procurando alternativas, sejam elas materiais ou espirituais, confiar no Senhor basta! “Os que confiam no Senhor são como uma montanha (Sião) eternamente firme” (Sl 124,1)

3 – É aquela que leva a sério a prática da Palavra de Deus.
Eu tenho prazer em fazer a tua vontade, ó meu Deus! Guardo a tua lei no meu coração(V. 9)
A fé que funciona não é a que vive em busca de sacrifícios malucos, irresponsáveis e nocivos à saúde, mas que obedece à Palavra de Deus com naturalidade (conforme versículo 7). Conhecimento e obediência à Palavra de Deus alimenta a fé que obtém resultados.

4 – É aquela que reconhece as necessidades com humildade.
”Ó SENHOR Deus, salva-me! Ajuda-me agora(V. 14)
Ser humilde é uma condição exigida por Deus para se receber qualquer benefício. Declare, hoje, a Deus seus desejos e necessidades como fez o salmista. A humildade é o caminho mais curto para se chegar ao coração de Deus. Não pense que Deus precise de você ou eu, somos nós que precisamos de Deus. Humilhe-se, isto é, reconheça que tudo vem de Deus e espere d´Ele e você verá a chuva da bondade de Deus sobre a sua vida, casamento, vida profissional e financeira.

Conclusão: A fé não é um objeto que se compra, mas uma convicção paciente. É a confiança irrestrita em Deus, obediência à Palavra e humildade declarada. Faça a prova.

Perguntas

1) Como a fé tem funcionado em sua vida?
2) Qual dos quatro itens mais te chamou a atenção?


4º passo = Evangelização | 15 min

AVISOS:

1) Vem aí o Retiro da Rede Mista com o tema “Lava-te e serás curado” (aberto a membros de todas as redes), nos dias 21 e 22/07, na Casa de Retiro Coração de Jesus. Investimento de R$ 50. Inscrições na Secretaria Paroquial.

2) Parabéns a Rede de Casais pela realização do Seminário das Famílias.

3) Parabéns às redes pela multiplicação no dia 24/06: 04 da Rede de Casais, 02 da Rede Juvenil e 01 da Rede de Mulheres.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09/09/2018)

  13. “ACHAR QUE O MUNDO NÃO TEM UM CRIADOR É O MESMO QUE AFIRMAR
    QUE O DICIONÁRIO É O RESULTADO DE UMA EXPLOSÃO NUMA TIPOGRAFIA”
    (Benjamim Franklin)

     

    DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

     

Data: 07 a 13/05/2018

Tema:“Esperar o Senhor com alegria”

Salmo: 146 (NTLH)
Leitura:Is 35,1-6.10

Ouça o estudo da semana

Introdução: Todos querem ser felizes. Se perguntarmos às pessoas qual a primeira ambição na vida, a maioria dirá: “simplesmente quero ser feliz”. Ser feliz é assunto sério. Quero dizer, trabalhamos para isso. Temos a ideia de que devemos ser alegres o tempo todo. Devo agir com alegria, devo conversar com alegria, devo ter cheiro de alegria. Certamente devo parecer feliz, e, se não sou feliz, devo fazer de conta. Coloque uma máscara e lembre-se que deve estar se divertindo muito.

Parecer ser feliz o tempo todo gera estresse. Vemos uma porção de pessoas fingindo alegria em vez de vivê-la na realidade. O fato é que não recebemos uma “nota 10”, perfeita, todos os dias. Nem tudo funciona de acordo com o que planejamos. Alguns dias são desastrosos. Sejamos honestos: é fácil ser feliz quando tudo dá certo. Mas e o resto da vida? Somos felizes apenas quando tudo dá certo? Nesse caso, você será infeliz a maior parte de sua vida. Como podemos permanecer positivos em um mundo negativo? Como podemos permanecer otimistas quando tudo está desmoronando? É aí que a alegria entra. O texto bíblico de hoje declara: “alegre-se a terra que era deserta e intransitável, exulte a solidão e floresça como um lírio. Germine e exulte de alegria e louvores...” (v. 1-2). E, em Filipenses 4,4, Paulo nos lembra: “alegrai-vos sempre no Senhor, repito, alegrai-vos”.

A alegria é diferente, é mais profunda. A alegria é uma atitude, uma opção. Essa é a verdade bíblica destes textos. Você pode escolher, apesar das circunstâncias, alegrar-se. Quando optamos pela alegria, a vida será grandemente intensificada.

Como cristãos podemos ser as pessoas mais positivas do mundo. Por quê? A Palavra de Deus nos apresenta três motivos:

1- Temos esperança: “Dizei às pessoas deprimidas: criai ânimo, não tenhais medo!” (v. 4). Diz-se que uma pessoa pode viver quarenta dias sem alimento, três dias sem água, oito minutos sem ar, mas nem um minuto sem esperança. Precisamos de esperança! Para o cristão, nenhuma situação é completamente desesperadora. Podemos nos alegrar porque nos alegramos na esperança. Em Romanos 12,12, Paulo nos lembra: “alegrai-vos na esperança”. Paulo está falando de nossa esperança em Cristo. A esperança que temos em Cristo é o primeiro motivo que podemos nos alegrar, mesmo nas situações difíceis: “vede, é vosso Deus...é Ele quem vem para nos salvar” (v. 4).

2- Deus tem um propósito: “Eles virão a Sião cantando louvores, com infinita alegria brilhando em seus rostos: cheios de gozo e contentamento, não mais conhecerão a dor e o pranto” (v. 10). A seguir, podemos nos alegrar por que Deus tem um propósito em cada situação. Romanos 5,3 diz: “não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança”. A palavra grega traduzida aqui por “tribulação” significa sofrimento e se refere a qualquer coisa que nos pressione. Muitas pessoas têm a ideia errada de que, quando acabam os problemas, serão felizes. Alegria é aprender a desfrutar a vida apesar dos problemas. Não é ausência de sofrimento, mas a presença de Deus. Por isso, Paulo diz que nos regozijemos no sofrimento. Deus está sempre conosco e de tudo Ele tira um bem para nós.

3- Ele está conosco: “Vede, é vosso Deus...” (v. 4). Podemos nos alegrar, não importam as circunstâncias, porque Deus está sempre com aqueles que creem n´Ele, onde quer que estejamos, seja lá o que for que estejamos enfrentando. Como cristãos fomos reconciliados com Deus por meio de Jesus Cristo. Tornamo-nos amigos de Deus e essa amizade vai durar para sempre.

Reserve alguns minutos agora mesmo para meditar em Isaías 43,2: “quando passares pelas águas, estarei contigo, e quando passares pelos rios, eles não te submergirão. Quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti”.

Talvez você precise desse versículo esta semana. Ele está dizendo que, se você crer, Deus está com você e nada pode fazê-lo submergir. Nada pode destruí-lo. O diabo não pode (ele não tem poder suficiente). Outras pessoas não podem e Deus não vai fazê-lo. Nada pode fazê-lo submergir! Não importa o que você tenha de suportar na vida, você nunca passará por isso sozinho. Esse é o motivo para alegrar-se.

Conclusão: Os cristãos podem ser otimistas e positivos até mesmo em uma situação perturbadora e negativa, porque sabem que Deus tem um propósito para permitir aquela situação. Por isso, temos a esperança que Ele está conosco. Temos uma perspectiva que os não-cristãos não têm. E a nossa perspectiva sempre determina como reagimos diante dos acontecimentos que nos cercam.

- Ficar eternamente conosco (Jo 14,16)
- Ensinar todas as coisas (Jo 14,26)
- Recordar o que Jesus nos ensinou (Jo 14,26)
- Testemunhar Jesus (Jo15,26
- Convencer sobre o nosso pecado e do mundo (Jo 16,1-14)
- Auxiliar-nos em nossa fraqueza e ser nosso Intercessor (Rm 8,26)

E para tanto,nos presenteia primeiramente com Ele mesmo, vindo até nós no seu batismo: “Sereis batizados com o Espírito Santo e com fogo” (At 1,5; 2,1-4) e juntamente com Ele mesmo, seus dons extraordinários, além de Santificar nossos dons naturais, “ferramentas” para nossa força pessoal e para o serviço na comunidade.

Você tem o Espírito Santo, pelo Batismo, Crisma e pelo Batismo no Espírito Santo. Ele falará e agirá em sua vida, em seu coração e em sua mente, na medida em que você abrir à sua ação e der permissão à Ele. E pela sua própria natureza e graça, Ele mesmo te dará a certeza de quando for Ele mesmo que estiver falando e agindo em você.

 

Perguntas

1) Você se considera uma pessoa alegre?
2) Você acredita que, mesmo nas dificuldades, pode ser alegre?


 

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09/09/2018)

Data: 18 a 24/06/2018

Tema:Amar a jesus: única exigência para ser líder de uma célula (segunda e última parte)

Salmo: 111 (NTLH)

Leitura:Jo 21,15-17

Ouça o estudo da semana

Estamos partilhando desde a semana passada sobre o convite que Jesus fez a Pedro para liderar a sua célula quando Ele voltasse para junto do Pai e a exigência feita a Ele por parte do Senhor Jesus: “Se Pedro o amasse mais do que qualquer um e a qualquer coisa”. Pedro afirmou que sim, embora carregasse consigo várias fraquezas próprias do ser humano, mas o seu amor pelo Senhor, este ele não tinha dúvidas. E por causa deste amor o Senhor lhe confiou a liderança de sua célula, de sua Igreja. Foi com este amor pelo Senhor que Pedro conduziu o rebanho, aquela comunidade. E foi por este amor que Pedro dedicou toda sua vida a sua causa.

TU SABES TUDO SENHOR, TU SABES QUE TE AMO! Pedro responde a Jesus reconhecendo duas coisas importantes:
1) Que Jesus é Deus, pois “saber tudo”, é uma atribuição que cabe somente a Deus.
2) Queria dizer que “Olha Senhor, o Senhor me conhece muito bem, sabe como sou, mas se apesar de todas as minhas fraquezas quiser que eu lidere este grupo, pode contar comigo”.

Nosso Senhor mostra com sua vida o que significa amar: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos, vocês são meus amigos se fizerem o que eu vos mando”. (Jo 15,13-14) e Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas (Jo 10,11).

O apóstolo Paulo, em seu belíssimo hino ao amor, nos clareia mais ainda o que é este amor de que viveu e nos ensinou Jesus: “ Quem ama é paciente e bondoso, não é ciumento, não é orgulhoso, nem grosseiro, nem egoísta, não guarda mágoas. Quem ama, não se alegra quando alguém faz alguma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz alguma coisa certa. Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência.  O AMOR É ETERNO, NÃO ACABA” (1 Cor 13,4-8)

“NADA SE COMPARA AO AMOR. Nem o falar todas as línguas da terra, nem o dom de anunciar a palavra de Deus, nem o conhecer os mistérios da ciência, nem uma fé tão grande que transporte montanhas, nem riquezas materiais, nem entregar seu próprio corpo para ser queimado, SE NÃO TIVER AMOR, NADA DISTO ADIANTA, NADA SERVE”. (1Cor 13,1-3)

E se você tiver ainda com receio, é o mesmo Senhor quem te diz: “Eu estarei com você” (Mt 28,20) e “Coragem” (Jo 16,33). Na mesma palavra vemos inúmeros exemplos de pessoas que também eram frágeis e com muitas limitações, mas quando chamadas pelo Senhor o atenderam, porque confiaram em seu amor:
- Moisés que alegava que nem sabia falar, e Deus lhe responde: “Eu estarei contigo” (Ex 3,11-12);
- Samuel, que apesar de ser um adolescente ao ouvir o chamado do Senhor, responde: “Fala Senhor que teu servo escuta” (1 Sm 3,1-10);
- Isaias, que se julgava um homem de lábios impuros: “Eis-me aqui Senhor, enviai-me” (Is 6,5-9);
- Maria, mesmo não entendendo o plano de Deus para ela, atende ao seu chamado: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua vontade” (Lc 1,38);
- Paulo, mesmo assustado com a voz do Senhor e seu chamado, responde: “Senhor, que queres que eu faça?” (At 9,6).

Sabemos que um dos importantes fatores para que a visão celular aconteça é que tenhamos muitos líderes dispostos a levar a Boa Nova de Jesus onde estiverem e prontos para assumir uma célula (ou a princípio como auxiliar). Quando for a sua vez, você membro de célula, ainda que não se sinta preparado, diga para o Senhor: “Tu sabes tudo Senhor, tu me conheces, tu sabes que eu te amo, pode contar comigo!”. Somente assim é que esta graça de Deus chamada célula se expandirá muito mais ainda do que já está.

Faça isto hoje mesmo! O tempo urge, o mal avança e o Senhor precisa de todos (as). Não há tempo para comodismos e nem para desculpas: AME O SENHOR E DEIXE-SE AMAR POR ELE, O RESTO É COM ELE! 

 

Perguntas

1) Como posso viver o amor em minha celula?
2) Como Jesus amou?


 

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09 de setembro)

 

“O AMOR SUPERA TODOS OS OBSTÁCULOS, TODOS OS SACRÍFICIOS.
POR MAIS QUE FIZERMOS, TUDO É POUCO DIANTE DO QUE DEUS FEZ POR NÓS
(Beata Irmã Dulce)

 

“CANSAÇO DE AMOR NÃO CANSA

(Santo Agostinho) 

Data: 11 a 17/06/2018

Tema: Amar a Jesus: única exigência para ser líder de uma célula (primeira parte)
Salmo: 111 (NTLH)


Leitura: Jo 21,15-17

Ouça o estudo da semana

Vez ou outra ouve-se dizer do receio de alguns membros de células em assumir a condição de auxiliar de uma célula e posteriormente a sua liderança. Os motivos alegados são diversos: “não estou preparado”, “tenho medo”, “não sou digno”, “não tenho tempo”, “prefiro esperar mais um pouco”, “faço tudo o que for preciso, mas liderar a célula eu não posso”, entre outros. E se perguntarmos a estes membros: Você ama Jesus? Com toda certeza todos (as) responderão: Sim, claro que eu amo Jesus!

Pois bem, esta foi a única condição que Jesus exigiu de Pedro (o primeiro papa da Igreja) para assumir a liderança daquela primeira célula criada por Jesus: amá-lo! E amá-lo mais do que todos e do que tudo!  

“Tu me amas mais do que estes? O Senhor sabe tudo e sabe que eu o amo Senhor” (Jo 21,17)

Nosso Senhor não levou em consideração algumas deficiências de Pedro (uma delas bem grave e Jesus sabia disto, é claro) para o escolher como seu principal líder:

1) NEGAÇÃO: Traição! “Eu afirmo a você que nesta noite, antes que o galo cante duas vezes, você dirá três vezes que não me conhece” (Mc 14,30)

2) IGNORÂNCIA: “Os membros do conselho superior ficaram admirados com a coragem de Pedro e de João, pois sabiam que eram homens simples e sem instrução”. (At 4,13)

3) IMPULSIVIDADE: “Ai Simão Pedro tirou a espada, atacou um empregado do grande sacerdote e cortou a orelha direita dele...” (Jo 18,10)

4) MEDO: “Pedro saiu do barco e começou a andar em cima da água em direção a Jesus, porém quando sentiu a força do vento, ficou com medo e começou a afundar. Então gritou: ´Socorro Senhor´, imediatamente Jesus estendeu a mão, segurou Pedro e disse: ´Como é pequena a sua fé! Porque duvidou?´ Então os dois subiram no barco e o vento se acalmou” (Mt 14,29-32).

Em nossos dias, Pedro teria sérias dificuldades para conseguir um trabalho, mais difícil ainda para um cargo de chefia ou liderança, pois ele tinha tudo para dar errado:
- Medroso: quem quer uma pessoa que não confia em si mesma para trabalhar ao seu lado?
- Ignorante: hoje em dia por mais simples que seja um trabalho, exige-se o mínimo de instrução escolar.
- Impulsividade: o controle emocional é fundamental para se tomar decisões, refletir a respeito, saber a hora certa de se responder e como responder.
- Negação: depois de tanto tempo de convivência ao lado do Senhor... negá-Lo, trai-Lo!

É preciso então entendermos que os critérios usados por Jesus para escolher seus líderes são diferentes dos critérios usados por empresas e outras corporações. As empresas, com todos os seus direitos, adotam normas e regras para contratar seus colaboradores, ainda que em nossas células também temos pré-requisitos para se convidar alguém para assumir uma célula.

O que aprendemos de Jesus é que ele deixou de lado todas as “desqualificações” de Pedro e as trocou por uma única, maior e principal “QUALIDADE”: O AMOR! Ele fez isso pois bem sabia que, nossos defeitos, fraquezas e pecados podem ser superados, perdoados. Experiência se adquire bem como conhecimentos e estudos, o medo se cura e se supera, mas a chave para o sucesso é amar o que se faz e no caso de servir ao Senhor é ama-lo acima de tudo e de todos.

(continua)

 

Perguntas

1) Quais empecilhos me impedem de assumir liderança?
2) Eu amo a Jesus mais do que tudo e todos?


AVISOS:

Já se encontram na Secretaria Paroquial as fichas para inscrições do Retiro de Formação de Líderes Envia-me, que acontecerá nos dias 30/06 e 01/07, na Casa de Retiro Coração de Jesus. O investimento é de R$ 45 por pessoa. Gentileza não deixar para se inscrever na última hora.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII congresso nacional Católicos em células (Dias 07 a 09 de setembro)

“O ÊXITO DA VIDA NÃO SE MEDE PELO CAMINHO QUE VOCÊ CONQUISTOU,
MAS SIM PELAS DIFICULDADES QUE SUPEROU NO CAMINHO”
(Abraham Lincoln)

“QUEM VENCE SEM RISCO, TRIUNFA SEM GLÓRIA...
NÃO TENHA MEDO DA VIDA, NÃO TENHA MEDO DE VIVÊ-LA”
(Augusto Cury)

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA

Data: 04 a 10/06/2018

Tema: Jesus e os 5 E´s (Entrega - Intercessão)
Salmo: 20 (NTLH)


Leitura: Jo 17,1-26

Ouça o estudo da semana

Chegamos ao nosso último E (Entrega- Intercessão).
1) Encontro (Acolhida); 2) Exaltação (Louvor); 3) Edificação (Ensino); 4) Evangelização.

A intercessão, a entrega, é aquele momento na célula onde "entregamos" a Deus muitas necessidades, intercedemos a Ele por muitas pessoas, situações em que nos encontramos, pela saúde de alguém, por um trabalho, emprego, pela união de uma família, libertação, por uma pessoa em especial e nossa necessidade particular.

No final de nosso roteiro tem uma lista de necessidades "fixas" que devemos interceder de maneira especial: pelo nosso pároco (padre Luis Fernando), vigários (padres Thiago e Luciano), diáconos, bispo, pelo papa, pelas células que ainda não se multiplicaram este ano, pelos aniversariantes da semana ou outra necessidade que possa surgir e  que cada membro pode apresentar. Exemplo é o que estamos vivendo neste momento: solicitamos que em todas as células intercedamos a Deus pelo nosso país que sofre, há tempos, com esta crise político-econômica, mas que nestes últimos dias acentuou-se gravemente. Entregamos a Ele nossa nação, pedimos a sua misericórdia: “Feliz a nação cujo Deus é o Senhor" (Sl 33,12).

Interceder é pedir por alguém, por uma causa, é apresentar-se diante de Deus por alguém sobre o seu problema. Assim como um advogado vai até o juiz para defender seu cliente, ou de alguém que vai até o gerente ou seu chefe na empresa em que trabalha e apresenta seu amigo, sua amiga, defendendo seu nome afiançando-o para uma vaga que surgiu.

Jesus, em sua oração sacerdotal, entregou, intercedeu pelos seus discípulos e por nós, e pediu a Deus várias coisas:
1) Que nos conceda a vida eterna e que conheçamos a Deus (V 2-3)
2) Que o Pai nos guarde (V 11)
3) Que sejamos unidos, assim como o Pai e o Filho são um só (V 11)
4) Que nos livre de todo o mal (V 15)
5) Que sejamos santificados na verdade (V 19)
6) Por nós que, posteriormente viríamos a crer em Jesus (V 20)
7) Que onde ele estivesse, todos nós estejamos com ele (V 24)
8) Que o amor com que o Pai o amou, esteja em nós (V 26)

Nesta e em outras ocasiões, Jesus se mostra como o nosso maior, grande e principal intercessor. Ele é nosso principal advogado junto de Deus: “Durante a sua vida aqui na terra, Cristo em voz alta e com lágrimas, fez orações e súplicas a Deus...” (Hb 5,7).

Neste momento da célula é o momento de interceder, de clamar ao Pai, tal qual fez Jesus, e em nome Dele, soltar a voz em favor do que foi apresentado na célula. O tempo reservado é de cerca de 15 minutos. Não podemos negligenciar este precioso tempo com um rápido Pai Nosso e uma Ave Maria de dois minutos do total de tempo dedicado à célula.

Apresentar a Deus, interceder a Ele, não é dever somente de um grupo organizado pastoralmente na paróquia ou de quando vamos realizar um retiro ou encontro. Aí constituímos a "equipe de intercessão". Não! Interceder é uma constante na vida do membro de uma célula, mas especialmente neste momento dedicado na célula e tal qual fez Moisés (Ex 17,8-16) devemos erguer nossas mãos em direção a Deus e clamar a Ele por tudo e por todos a quem foi solicitado neste momento, mesmo que nossos braços cansem, como os de Moisés.

Interceder é parte indispensável da célula, é momento de nos achegarmos a Deus que sempre está pronto a ouvir os clamores de seus filhos e filhas e suas necessidades e pronto também a nos atender.

 

Perguntas

) Tenho o hábito de ser um intercessor?
2) Minha célula intercede pelas necessidades apresentadas?


 

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Orar por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.