ENSINA-NOS SENHOR, A DEDICAR TEMPO
SILÊNCIO E ATENÇÃO À ESCUTA DA VOSSA PALAVRA

Banner Site

Conheça

Agenda eventos

Pastoral Vocacional

Coordenação, contatos e encontros:
Coordenação: Verônica e Nilson Menezes
Contatos: (12) 9-8803-9481 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Reuniões: primeiro sábado do mês, às 17h, na igreja, seguida de Missa pelas Vocações

Informações sobre a pastoral:

A Pastoral Vocacional da Paróquia Espírito Santo existe há 24 anos e tem como objetivo conduzir, organizar e orientar os jovens para um discernimento. Não necessariamente o jovem será um padre, uma religiosa ou freira consagrada. O papel da Pastoral Vocacional é fazer um vínculo do vocacionado com a diocese e com a paróquia.

Durante um período, essa missão ficou um pouco adormecida. “Para dizer a verdade, o trabalho não estava fluindo muito bem, tínhamos poucos agentes e faltavam pessoas até para intercessão, a base espiritual para que as vocações sejam suscitadas e possam perseverar até a definitiva decisão do jovem”, contou o coordenador da época, Luiz Acácio.

Atualmente, a Pastoral Vocacional tomou forma novamente e conta com uma equipe de mais ou menos 13 pessoas, incluindo jovens, casais e diversas pessoas que auxiliam o trabalho, sob orientação do assessor diocesano, padre Rogério Felix. “O trabalho da Pastoral Vocacional é orientar, e de certa forma, cuidar desses jovens também. Damos apoio, facilitamos a ida, organizamos o transporte, selecionamos os agentes da pastoral para estar com o jovem, conversar com ele”, conta a coordenadora da pastoral em nossa paróquia, Verônica Menezes.

A pastoral é responsável pelo acompanhamento espiritual, veiculando as ações diocesanas às atividades paroquiais. O grupo reza o Terço Vocacional uma vez ao mês, assim como a celebração de uma missa especial pelas vocações. A ideia é engajar os jovens da Crisma e os servos do altar (coroinhas, acólitos e cerimoniários) para aproximar-se da realidade deles e fazê-los conhecer e procurar a Pastoral Vocacional. “A nossa ideia é nunca se esquecer da nossa vocação principal, que a de ser santo”, finaliza a coordenadora Verônica. Vocação essa que se adequa a qualquer idade, qualquer profissão e a qualquer situação de vida que você escolha.

A Paróquia Espírito Santo é berço de diversos vocacionados.
Vamos conhecê-los abaixo:

*****

“Eu comecei ajudando um pouquinho na catequese assim que eu fiz a primeira comunhão, logo depois, aos 13, eu já comecei a ser monitora de crisma na Pastoral da Juventude, e fiquei na pastoral até os meus 16 anos mais ou menos, desde então comecei a frequentar grupos de oração de jovens da paróquia até quando entrei no convento aos 17 anos. Para aqueles que sentem o chamado da vocação religiosa, é importante ter um momento de oração pessoal, um contato íntimo com Deus. Procure acompanhamento de algum sacerdote, alguma religiosa, ou alguma pessoa leiga que tenha um amadurecimento bom na fé. Precisamos ter um tempo de discernir, de amadurecer, participar de encontros vocacionais e conhecer vários institutos, congregações, realidades...”

Irmã Raquel Cristina Santana Canôas (Instituto das Irmãs Carmelitas Mensageiras do Espírito Santo, atualmente em comunidade em Lion, na França)

PV 10

*****

“Em 1998 comecei a frequentar mais a Paróquia Espírito Santo. Ingressei na Pastoral Vocacional, Litúrgica, participei das Missões Populares, mas só mesmo em julho de 2002 entrei definitivamente no Carmelo de Santa Teresinha do Menino Jesus em Aparecida – SP. A nossa Vocação é como aquele tesouro escondido que deve ser procurado independente de qual seja. Para isso é preciso buscar a Deus na oração, na Santa Missa, na Eucaristia, na comunidade Paroquial e também usar outros meios como aconselhamento e acompanhamento vocacional. Sou muito grata à Paróquia Espírito Santo por ter sido um instrumento forte de Deus em minha caminhada vocacional”

Maria da Eucaristia (Monja Descalça da Ordem da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo, atualmente em missão no Carmelo do Espírito Santo, em Teresópolis/RJ)

PV 1

*****

“Fui gerado na Paróquia Espírito Santo, estou servindo está paróquia desde 1986, na Pastoral Família, curso de noivos, santificação, curso de batismo, antes do diaconato fui Ministro da Eucaristia, a pedido das pastorais ministrava palestra e outras funções de serviços nos movimentos paroquiais, sou realizado e muito feliz de ter a Graça de Deus em estar exercendo meu diaconato permanente na minha paróquia de origem. Na verdade, nunca imaginei ser Diácono Permanente da Igreja, mas quando Deus tem esse chamado, não adianta a gente ficar na indiferença, pois sua vontade prevalece”.
Diácono José Mauro Miranda

“Eu e a Mariza nos conhecemos num grupo de jovens e desde então nunca mais deixamos de participar na Igreja. Estamos nessa Paróquia Espírito Santo desde sua implantação até hoje, atuamos muito tempo na Pastoral Familiar, onde crescemos como casal e pudemos levar nossos filhos também para essa participação. Como frutos disso, fui chamado para a Ordem Diaconal, exercendo esse ministério atualmente na Paróquia São Bento. Agradeço a Deus por tudo isso, pedindo sempre que o Espírito Santo nos ilumine e que Nossa Senhora continue intercedendo por todos nós”
Diácono Mauro Renó e Mariza

Diácono Jovino, Diácono Mauro Prado, Diácono Mauro Aoki e Diácono José Mauro

PV 2

*****

Irmã Daiane (Carmelita do Coração de Jesus – Roma)

PV 3

*****

Mariana Prado (Comunidade Palavra Viva – Roma)

PV 4

*****

“Minha mãe me consagrou a São João Bosco quando eu tinha sete anos e estava estudando no colégio das Salesianas (Instituto São José), foi onde o ser Salesiano entrou em mim e onde conheci São Domingos Sávio, e desde então quis ser como ele. Na paróquia, tudo o que eu fazia vinha com a intenção de estar e ser no meio da juventude, fui desde coroinha até cerimoniário, monitor de crisma e membro da Pastoral da Comunicação. Hoje sou pré-noviço Salesiano e caminho para consagrar-me a Deus, vivendo um sonho de ser santo no estilo de Dom Bosco, e sei que sou feliz. Sejamos, antes de tudo, santos, jovens santos.”

Paulo Sergio Silva (Seminarista Salesiano)

PV 5

*****

Participou dos grupos de oração e catequese. Quando recebeu o sacramento do Crisma, o bispo Dom Eusébio perguntou quem gostaria de receber uma oração para seguir o caminho do sacerdócio. Recebeu das mãos de Dom Eusébio a intercessão para a sua vocação. Está há 27 anos na Comunidade Missionária Providência Santíssima, sendo 18 anos de sacerdote, e atualmente mora em Viamão/RS.

Padre Paulo Cesar (Comunidade Missionária Providência Santíssima)

PV 6

*****

Foi da primeira turma de coroinhas, participou do coral, grupo de teatro, liturgia e catequese. Com 16 anos ingressou na Comunidade Missionária Providência Santíssima. Este ano completa sete anos de sacerdócio, foi pároco em Neves Paulista, Piracicaba e Capelão em Londres, na Inglaterra. “Segundo o Papa Francisco, a igreja é dispensadora e a depositária da misericórdia, então o nosso coração tem que ser aberto para acolher a misericórdia e ao mesmo tempo para testemunhar a misericórdia. Viver este ano especialmente é abrir-se para a misericórdia de Deus e ser instrumento no mundo”

Padre Rafael Henrique da Costa (Comunidade Missionária Providência Santíssima)

PV 7

*****

Foi da primeira turma de coroinhas da Paróquia Espírito Santo (junto com o padre Rafael), quando o padre Rinaldo assumiu como pároco.

Padre Emilson (Diocese de Santo Amaro)

Padre Emilson 2

*****

Participava na vida da comunidade, juntamente com sua família. Frequentava o grupo da PLC (Peregrinação de Leigos Cristãos) e participou muitos anos na Pastoral Carcerária.

Padre Paulo Benedito (Diocese de São José dos Campos)

PV 9

*****

“Iniciei as atividades aqui na paróquia no começo deste ano e de modo mais próximo dos jovens. Com 11 anos de idade, em uma missa das crianças senti vontade de ser padre, depois senti novamente essa vontade aos 18 anos, mas foi em 2012 que ingressei no seminário, depois de dois anos de processo vocacional. Hoje estou cursando o primeiro ano de teologia e posso assegurar que sinto uma paz que havia muito tempo que não sentia. A Paróquia Espírito Santo tem me ajuda nessa caminhada de discernimento e de dar esta resposta, na santidade e na misericórdia. Deus não desiste de ninguém, Ele quer alcançar todos para fazer de Seus filhos, pessoas felizes. Seja você casado ou solteiro, você jovem, dê seu sim, não tenha medo de entregar tudo, para obter tudo”.
Seminarista Ricardo Andrade Leite

Seminarista Ricardo

*****

“Hoje sou seminarista da diocese de São José dos Campos, do Propedêutico, estou no primeiro ano de seminário. Eu comecei minha caminhada participando de movimentos, pastorais e grupo de oração na Paróquia Espírito Santo, e a partir do serviço para a casa de Deus que ele foi modelando minha vocação. Eu sempre digo que sem oração não tem como chegar a lugar algum. Ela foi, é e sempre será o carro chefe da vida do seminarista e do futuro padre. A oração é a conversa, é a intimidade com Deus, é a presença de Deus em nós. Ela que nos conduz a uma livre escolha por Deus e pela santidade”.
Seminarista Elton Luis da Silva

Seminarista Elton

*****

Padre Eanes

Diocese de Primavera, Paranatinga/MS
Padre Eanes

*****

Padre Rogerio Feliz

“Com 13 anos de idade eu me tornei vicentino, visitava famílias pobres, levava comida, rezava, anunciava o Evangelho. Aos 14 me tornei catequista, me engajei em grupo de oração e tudo isso mexia muito com a minha cabeça, sentia que Deus me chamava para uma entrega maior, então aos 15 anos iniciei no seminário no dia 06/02/1983 em Taubaté. Com 24 anos, eu senti um medo de não ser fiel à vocação que Deus estava me chamando, senti o ‘peso’ e a responsabilidade de tudo o que faz um sacerdote, pois queria ser um padre prá valer. A vocação não é propriedade de uma pessoa, se um jovem deseja ser sacerdote, necessita do consentimento e confirmação da igreja, de obediência associado à realização pessoal”
Padre Rogério Félix

*****

David de Maria

“Chamado a viver a minha vocação a santidade, como dom gratuito do Deus que é amor, olhando o sofrimento do mundo e recebendo de Deus o desejo ardente de resgatar para Ele jovens e famílias, este mesmo Deus reaviva a cada dia em meu coração o desejo de contribuir no discernimento das almas que Ele me confia dia após dia, através não só das minhas palavras, mas principalmente pelo testemunho de vida, obedecendo a Santa Doutrina, sendo assim profeta, mensageiro e acima de tudo, reflexo de Cristo. Deus confirma em meu coração a vocação a vocação a amar sem medidas e a me doar por inteiro pela santificação e conversão de almas para Ele”.
David de Maria

*****

Willian Alex Guilherme

“A pastoral vocacional na Paróquia surgiu de uma maneira tímida e por esse motivo precisava de jovens que tivessem contatos com jovens, foi então que nós, que somos monitores da Pastoral da Crisma fomos convidados! Por termos muito contatos com jovens que são o futuro da nossa igreja, também temos o papel fundamental de fazer essa conexão entre as pastorais e assim ajudar no discernimento das suas vocações! Um jovem se conecta com outro facilmente e por isso buscamos estar sempre dispostos para ajudar na construção de novas vocações”.
Willian, Alex e Guilherme

*****

“Em 2010 no retiro de carnaval da Rede Jovem senti o chamado à vida consagrada, desde 2005 eu já participava de vários grupos de jovens e pastorais, ao ponto de todos os dias da semana ter um grupo para ir, mesmo participando de tantas atividades ainda sentia que Deus me chamava a algo mais. Hoje, após seis anos da Comunidade Pantokrator, sou um leigo consagrado da forma de vida de aliança, que são os membros chamados a estarem no século sendo sinal de Deus nas pequenas coisas do dia a dia. Para viver o chamado à vocação é preciso desviar o nosso caminho para ir ao encontro do outro. Precisamos estar mais atentos ao nosso próximo, porém só sendo íntimo do Espírito Santo é que conseguiremos ser um bom samaritano”.
Rodrigo Santana

Rodrigo Santana

*****

“Faço parte do grupo de cerimoniários da paróquia, são 15 anos de ministério, um chamado que veio de Deus. A cada missa que estou escalada é uma alegria imensa, tenho um grande zelo em servir a Cristo e um amor incondicional pela Eucaristia. Sendo membro da Pastoral Vocacional creio que conseguirei transmitir aos vocacionados o amor e carinho para com a Santa Missa e despertar dentro deles um chamado, a vocação. Ao ser despertado este chamado, poderei estar perto para acompanhar os jovens e dar o discernimento no caminho para seguir a Cristo”
Beatriz Antunes

Beatriz Antunes

*****

“Estou atuando na Paróquia Espírito Santo há muito tempo, fiz a primeira comunhão com o padre Luiz Bertoloti, fui monitor de banco e era responsável por fazer a chamada da turma e explicar a lição da catequese. Participei de vários momentos importantes na Pastoral da Juventude na paróquia e na diocese, trabalhei com a equipe do curso de noivos, muitos retiros de movimentos paroquiais, e também fiz parte da equipe da revista PES de Cristo. Minha esposa sempre participou da minha caminhada, em alguns momentos caminhamos juntos, mas quando estava só nas missões ela sempre me abençoou e me ajudou nas escolhas e nos discernimentos. Hoje continuo com o ministério de música, como monitor de crisma e também faço parte do Moto Clube RUAH. Agradeço muito a Deus por me abençoar com meus dons e principalmente pela minha família”.
João Henrique (casado com Maria Célia)

Joao Henrique

*****

“Eu e o Matheus nos conhecemos em um retiro na Pantokrator, onde fomos chamados a servir a Deus e dali gerou uma amizade muito legal. Nessa época eu era líder de célula e supervisora da Rede Jovem, e o Matheus participava no ministério de música da Rede Jovem e da Discipular, e era também consagrado da Comunidade Discipular. Foram dois anos e cinco meses de um namoro em Deus. Depois de muita oração discernimos a nossa vocação e demos um passo importante, onde ficamos noivos por dez meses e depois nos casamos. Vivemos essa vocação e estamos aprendendo a cada dia que colocar Deus no centro das nossas vidas para nos tornar pessoas melhores, e com isso, nosso casamento se fortalece. A célula me transformou, sou muito grata à paróquia e ao padre Luís Fernando por permitir ser usado por Deus e ter direcionado esse projeto, que muda e transforma pessoas em pessoas de Deus”.
Vanessa Martins (casada com Matheus)

Vanessa

*****

“Em 2012, após meu casamento sentia algo que inquietava meu coração, sentimento esse também vivido pelo meu esposo, e então começamos a pedir a Deus que revelasse ao nosso coração o discernimento para tal inquietação foi quando fomos convidados pelo Luis Moreira - moderador (na época) da casa de missão da Comunidade Pantokrator em São José dos Campos - a conhecer a comunidade e nesse mesmo ano já ingressamos no vocacionado. Nosso carisma surgiu do mover do Espírito no coração do nosso fundador André Luís Botelho de Andrade em resposta ao amor do Pai por nós, e nós filhos dessa vocação, somos chamados a viver a fidelidade Incondicional a Deus no mundo. É o lugar onde eu me encontrei e onde eu encontrei a resposta da sede do meu coração, e o Crisma, sem dúvida alguma, me leva a ser uma mulher, mãe e esposa melhor”.
Vivian Conceição

Vivian

*****

“Nos conhecemos em um encontro de jovens da Pastoral da Juventude da Paróquia Espírito Santo. Eu cantava nas missas em um grupo do qual fazia parte o Rafael, hoje padre. Éramos muito amigos, e conversávamos muito sobre as coisas maravilhosas que Deus fazia nas nossas vidas. Eu já namorava o Agnaldo, quando um grupão foi formado para cantar na ordenação do padre Davi. Era época de missões e a Comunidade Providência Santíssima passou a semana em missões na paróquia. Foram dias edificantes e de muita reflexão. No dia da missa de ordenação, ao chegarmos na igreja, dissemos um ao outro que tínhamos algo pra contar. O Rafael me disse que iria embora com a comunidade para fazer um experiência, e eu disse que iria me casar. De certo modo, podemos dizer que compartilhamos o momento em que Deus manifestou em nós seu chamado para diferentes vocações. O Agnaldo e eu já cantamos em muitos casamentos de amigos nossos, e hoje trabalhamos fotografando, entre outras coisas, casamentos. Fazemos nosso trabalho com o mesmo sentimento que temos em relação ao nosso casamento”
Agnaldo e Flávia

Flavia e Agnaldo

*****

“Se temos uma vida de fidelidade no seguimento à Deus, quando Ele escolhe um de nossos filhos para servi-lo por toda a vida, Ele pessoalmente preenche a nossa vida e a de todos os membros da família, de sentimento de gratidão, alegria, muito mais fé e muitas bênçãos. A vida vai se transformando com estes presentes do Senhor e vamos vendo as graças acontecerem. Isto não significa que não temos provações como todo mundo tem, mas significa que sempre somos fortes no Senhor para ir superando”.
Sirlene e Luiz Canôas

Sirlene Canoas

*****

Participam como agentes da Pastoral Vocacional e trabalham na pastoral da acolhida. E a Maria Eduarda (filha do casal) é coroinhas ajudando nas missas. Com muito zelo e alegria, acompanham os jovens nos encontros vocacionais da diocese, nos encontros de oração e atividades da Pastoral.
Beatriz e Marcos

*****

“Neste jubileu temos muito a louvar a Deus! Somos casados há 20 anos e há 14 somos paroquianos, caminhando na rede de casais, mista e infantil, Pastoral Litúrgica entre outras atividades. As surpresas de Deus enchem o nosso coração de uma santa expectativa pelo que virá e de uma confiança de todo acolher de Deus, porque tudo o que Ele nos dá é sempre bom, sempre o melhor. Nesta fé, com muita alegria aceitamos o chamado para acompanhar jovens no discernimento vocacional e pedimos a intercessão de toda a comunidade pelas vocações”.
João Paulo, Marcia e João Pedro

*****

“O acompanhar, apoiar, auxiliar e interceder aos jovens em suas vocações, traz-nos um espírito de imensa alegria, e ao mesmo tempo de muita responsabilidade. A decisão em seguir uma vocação, seja religiosa, matrimonial, profissional exige boa orientação, tarefa essa que nos foi dada, e com muito carinho procuramos desempenhar. Os jovens de hoje serão nossos religiosos de amanhã, serão professores e médicos. Servindo aos nossos jovens estamos, acima de tudo, servindo ao nosso Pai, a Jesus e a nossa Mãe Maria Santíssima, que nos confiaram essa missão”.
Elza, Juliana e Celina

Cada casa, uma célula que cresce e se multiplica; cada membro, um discípulo e missionário de Jesus Cristo.

Missas

 

2ª Feira - 7h ( celebração) 
3ª Feira - 7h  e 19h30  
4ª Feira - 7h  e 19h30 (Setor)
5ª Feira - 7h - 12h15  e 19h30 
6ª Feira - 7h e 15h 
Sábado - 19h (Igreja e CP4)
Domingo - 7h30 -  10h -  12h -  17h30 e 19h30

 

Programação válida de 24/04 a 30/04

Confissões


3ª feira: 9h30
4ª feira: 9h30
5ª feira: 9h30
6ª feira: 9h30
Sábado : 10h

Chegar com 40 minutos de antecedência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(12) 3931-2959

Avenida Cassiopéia, 461
Jardim Satélite, São José dos Campos/SP
12230-011

 

Regiao Pastoral V Banner site

 

 

SEJA BEM VINDO.


Este é o novo site da Paróquia Espirito Santo.
Gostaríamos de mostrar para você algumas das funcionalidades novas que preparamos.



Conhecer o site