ENSINA-NOS SENHOR, A DEDICAR TEMPO
SILÊNCIO E ATENÇÃO À ESCUTA DA VOSSA PALAVRA

Semana do Socorro Profissional Banner site copy copy

Saiba Mais

Mensagem do Dia - 14/07/2018

Resignação é a palavra, calar e refletir ouvir o que Deus tem para dizer, e quais seus planos para cada um de nós.
Tenha um fim de semana de liberdade!

Jesus diante do pecador e do pecado | 09 a 15/07/2018

Data: 09 a 15/07/2018

Tema:“Jesus diante do pecador e do pecado”

Salmo: 96 (NTLH)
Leitura: Jo 8, 1-11

Ouça o estudo da semana

Introdução: Nos primeiros tempos da Igreja, quando foram redigidos os livros do Novo Testamento, de quase todas as cópias da Bíblia foi tirada esta página do Evangelho de hoje. Por que motivo? Muito simples: até o leitor mais distraído fica estarrecido diante do “disparate” proferido por Jesus. Disse ele a adúltera: “Nem eu te condeno” (versículo 11). Isto já é demais! Os maridos, os pais, os responsáveis, pela comunidade devem ter pensado: a vida de algumas mulheres já não é tão exemplar; se souberem que Jesus não condena certos modos de agir, então é o fim! Quem conseguiria mantê-las na linha?

Deus, porém, dispensa conselhos sobre o que ele deve fazer ou falar, e, felizmente quis que esta página fosse mantida. O Evangelho nos leva a compreender que Jesus tem duas atitudes diferentes; uma com o pecador e outra com o pecado. Vejamos:

1 – Uma mulher foi descoberta: Os escribas e os fariseus trouxeram-lhe uma mulher que fora apanhada em adultério.” (versículo 3). Uma mulher é descoberta... e não estava rezando o terço! É surpreendente que não se fale do “parceiro” (é difícil cometer adultério sozinho...). Sempre tem alguém que está à espreita dos pecados alheios, vendo sempre o pior das pessoas. A comunidade cristã não deveria ser um lugar de condenação, mas de acolhimento, ajudando o irmão(ã) a sair da situação em que está vivendo, mas infelizmente nem sempre é assim. Às vezes, temos a atitude dos escribas e fariseus que se achando perfeitos, estavam prontos a atirar pedras. Quantas vezes jogamos as pedras da crítica, do preconceito, da fofoca e da incompreensão sobre as pessoas. Jesus não acolheu de bom grado os que foram a ele falando sobre os pecados dos outros e nós em nossas células e pastorais devemos fazer o mesmo. Se não for para ajudar não interessa.

2 – A atitude misericordiosa de Jesus: “Jesus, porém se inclinou para frente...” (versículo 6), Jesus que podia condenar não o fez, ao contrário, inclinou-se para a mulher, pois com certeza ela havia sido atirada ao chão por seus juízes e pelo seu pecado. Jesus inclina-se, abaixa-se, vai até o chão onde ela está. Foi exatamente isto que Cristo fez, veio do céu, tornou-se homem, conviveu com os pecadores e morreu por nós, para nos resgatar (conforme Filipenses 2,6-8). Jesus não veio para atirar pedras ou lama, não veio para condenar, mas para salvar. Ele disse a mulher: “Nem eu te condeno” (versículo 11). Esta deve ser a nossa atitude cristã, assim deve ser a nossa comunidade cristã, acolhedora, salvadora, não um tribunal, mas um hospital que cura o ferido e salva aquele (a) que está à beira da morte. Devemos ser movidos pela mesma compaixão de Cristo.
3 – Cristo acolhe o pecador, não o pecado: “Vai e não tornes a pecar” (versículo 11). Se Jesus não julga e não condena, quer dizer então que o pecado não significa nada? Praticar o bem ou o mal é a mesma coisa? De modo nenhum! O pecado é um mal muito grave que infelicita a vida de quem o pratica. Jesus não diz a mulher: “Vai em paz, fizestes bem em trair seu marido, continue fazendo assim...!” mas lhe diz: ”pare com isso, não peques mais, para não estragar a tua vida e tua família por um instante de prazer!”. Ninguém detesta o pecado mais do que Jesus, porque ninguém ama o homem mais do que Ele. Entretanto não condena a pessoa que errou, para não acrescentar mais males aos que o pecador já cometeu.

Conclusão: O Evangelho continua incomodando muitos cristãos (os que sempre tem as mãos empunhando pedras, ou melhor, queria dizer... os que as têm na língua!) A Palavra de Deus nos ensina a acolher o pecador, não o pecado e a levá-lo a viver uma vida nova. Que assim seja nossa paróquia e nossas células.    

 

Perguntas

1) De que forma podemos tornar nossa célula mais acolhedora?
2) Minha atitude em relação aos que erram, tem sido de acolhimento ou condenação?


AVISOS:

Vem aí o Retiro da Rede Mista com o tema “Lava-te e serás curado” (aberto a membros de todas as redes), nos dias 21 e 22/07, na Casa de Retiro Coração de Jesus. Investimento de R$ 50. Inscrições na Secretaria Paroquial.

5 º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.
  12. Orar pelo VII Congresso Nacional Católicos em Células (07 a 09/09/2018)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Cada casa, uma célula que cresce e se multiplica; cada membro, um discípulo e missionário de Jesus Cristo.

Missas

3ª feira | 7h e 19h30
4ª feira | 7h e 19h30 (Setor 02
na Rua Scutum, 223)
5ª feira | 7h, 12h15 e 19h30
6ª feira | 7h e 15h15
Sábado | 19h (Igreja e CP4)
Domingo | 7h30, 10h, 12h, 17h30 e 19h30

Confissões

| 3ª feira | 17h30
| 4ª feira | 9h30
| 5ª feira | 9h30
| 6ª feira | 9h30
| Sabado | 10h

Programação de 09 a 15/07/2018

 

(12) 3931-2959

Avenida Cassiopéia, 461
Jardim Satélite, São José dos Campos/SP
12230-011

 

Regiao Pastoral V Banner site