ENSINA-NOS SENHOR, A DEDICAR TEMPO
SILÊNCIO E ATENÇÃO À ESCUTA DA VOSSA PALAVRA

pentecostes Banner site

O PENTECOSTES PRECISA CONTINUAR ACONTECENDO | 30/05 a 05/06/2016

1º passo = Encontro (acolhida) 10 min (Cafezinho, se houver. Também pode ser oferecido no final da reunião).
Quebra-gelo: Escolha no seu livro, um quebra-gelo ideal para sua célula.

2º passo = Exaltação (As músicas devem corresponder ao louvor e à adoração) 15 min.
1)Louvor à escolha.
2) Adoração – à escolha

Salmo: Lc 1,47-55 (NTLH)
Louvor espontâneo

3º passo = Edificação (ensino) 40 min
Tema: O PENTECOSTES PRECISA CONTINUAR ACONTECENDO
Leituras = Jo 16,5-14

Quando o Espirito Santo veio em Pentecostes, no dia em que o Senhor Jesus determinou, a Igreja foi inaugurada, foi selada, marcada, Jesus cumpriu sua missão: “...Digo-vos a verdade, convém a vós que eu vá! Porque se eu não for, o paráclito não virá a vós; mas se eu for, vo-lo enviarei” (Jo 16,7)

A Igreja é de Jesus, ele é o nosso salvador e redentor, encarnou-se e veio para esta missão específica: SALVAR-NOS. E salvando-nos continua conosco mediante seu corpo e sangue na Eucaristia que Ele mesmo instituiu (Mc 13,12-25).

Na missão Trinitária, agora estamos debaixo da assistência do Espírito Santo, é Ele o prometido, o “outro consolador” a quem Jesus se referiu: “Eu rogarei ao Pai e ele vos dará um outro consolador, para que fique eternamente convosco...permanecerá convosco e estará em vós” (Jo14,16-17)

Atente para esta afirmação: Ficará eternamente conosco e estará “em” nós, estamos, portanto, em uma Igreja de Pentecostes, dirigida e iluminada pelo Espírito Santo.

Mas hoje poderíamos nos perguntar como o Beato Paulo VI em sua célebre exortação apostólica Evangélli Nuntiandi sobre a evangelização:
1)  O que é feito, em nossos dias, daquela energia escondida da Boa Nova, suscetível de impressionar profundamente a consciência dos homens?
2) Até que ponto e como é que esta força evangélica está em condições de transformar verdadeiramente o homem deste nosso século?
3) Quais os métodos que se deverão seguir para proclamar o Evangelho de modo que sua potência possa ser eficaz?

Bem sabemos que depois da vinda do Espirito Santo, os Apóstolos, que eram pessoas simples, rudes e medrosos se “transformaram” em pessoas destemidas, libertas do medo e testemunhas ardentes do Senhor Ressuscitado, ficaram cheios do Espírito Santo e saíram a pregar e a anunciar a Boa Nova de Jesus.

Podemos dizer então que a primeira característica de uma pessoa cheia e batizada no Espírito Santo é querer testemunhar e anunciar o nome de Jesus!

E as sutis perguntas do saudoso Papa Paulo VI, que, são respondidas por ele mesmo mais adiante em sua carta apostólica, têm fundamento na ação do Espírito Santo: “Nunca será possível haver evangelização sem a ação do Espírito Santo..., realmente não foi senão depois da vinda do Espírito Santo, no dia de Pentecostes, que os apóstolos partiram para todas as partes do mundo a fim de começarem a grande obra de evangelização da Igreja...” (EN-75)
Precisamos então, constantemente pedir um “novo Pentecostes” em nossas vidas e tal qual ele concedeu aos primeiros cristãos que nos conceda também os seus dons (1Cor 12), ferramentas para evangelizarmos com ações e prodígios (línguas, profecia, cura, milagres, discernimento, ciência, sabedoria, interpretação das línguas, fé), pedir ainda que reaviva em nós os dons infusos que já recebemos no Batismo e Crisma (Temor de Deus, Piedade, Fortaleza, Conselho, Ciência, Sabedoria, Inteligência).

Podemos pedir este Pentecoste em nossa célula, em casa sozinhos, nas grandes células, diariamente enquanto caminhamos, dirigimos; com nossas próprias palavras: “renova-me Espírito Santo”, “batiza-me de novo com teu fogo”, “restaura minhas forças”, “capacita-me para tua obra”, “renova minha fé”, “vem Espírito Santo em minha vida”, “fortaleça-me em seu poder abrasador”....

Crie o hábito de sempre orar no Espirito para que Pentecostes continue acontecendo em sua vida.

Perguntas
1) Como posso estar sempre cheio do Espírito Santo?
2) Tenho usado os dons do Espírito Santo?

 

4º passoEvangelização = (15 min)


5º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Orar pelo Padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  5. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  6. Por todo trabalho de células;
  7. Orar pelos aniversariantes do mês;
  8. Orar pelo Congresso Católicos em Células

 

“COM EFEITO É À PRÓPRIA IGREJA QUE FOI CONFIADO O DOM DE DEUS. É NELA QUE FOI DEPOSITADO A COMUNHÃO COM CRISTO. ISTO É, O ESPÍRITO SANTO, PENHOR DA INCORRUPTIBILIDADE, CONFIRMAÇÃO DE NOSSO FÉ E MEDIDA DE NOSSA ASCENSÃO PARA DEUS. POIS ONDE ESTÁ A IGREJA, ALI ESTÁ TAMBÉM O ESPÍRITO DE DEUS E LÁ ONDE ESTÁ O ESPÍRITO DE DEUS ALI ESTÁ A IGREJA E TODA A GRAÇA” (SANTO IRINEU/ 140-220)

DEUS ABENÇOE SUA SEMANA, FAMÍLIA, VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL E SUA CÉLULA

 

A Oração (Terceira parte) “Benefícios da oração no Espírito” - 23 a 29/05/2016

1º passo = Encontro (acolhida) 10 min (Cafezinho, se houver. Também pode ser oferecido no final da reunião).
Quebra-gelo: Escolha no seu livro, um quebra-gelo ideal para sua célula.

2º passo = Exaltação (As músicas devem corresponder ao louvor e à adoração) 15 min.
1)Louvor à escolha.
2) Adoração – à escolha

Salmo: 148 (NTLH)
Louvor espontâneo

3º passo = Edificação (ensino) 40 min
Tema: A Oração (Terceira parte) “Benefícios da oração no Espírito”
Leituras = Rm 8,26-27

Há duas semanas vimos conversando sobre este grande tema, a Oração. Definições, a importância da disciplina, os efeitos da oração em nossas vidas e ainda teríamos muito o que falar, mas nesta semana vamos encerrar esta série de três semanas com o subtema: “Benefícios da oração no Espírito”. Vamos ver alguns:

1)  Orar: A perfeita vontade de Deus

“Porque o Espirito pede em favor do povo de Deus e pede de acordo com a vontade de Deus” (Rm 8,26-27)   

- Nossas orações geralmente são egoístas, pedimos o que queremos. O Espírito pede o que precisamos e não o que queremos. Exemplo: coloque dois pratos diante de uma criança, um de chocolate e outro de cenoura. A criança com certeza escolherá o prato de chocolate, mas ela precisa de cenoura. Assim o Espírito pede o que queremos e não o que precisamos.

2) Orar no Espirito, carrega nossas baterias espirituais

“Porém, vocês meus amigos, continuem a progredir na sua fé...Orem guiados pelo Espírito Santo” (Jd 1,20)

No original grego, progredir ou edificar a fé, quer dizer carregar as forças ou baterias espirituais. A oração no espírito nos ajuda a enfrentar todos os problemas com forças carregadas.

3) Orar no Espirito nos ajuda a manter a comunhão com o Senhor

“Quem fala línguas estranhas, fala a Deus e não as pessoas” (1 Cor 14,2)

Se falamos a Deus, então estamos em comunhão com Ele.

4) Orar no Espirito nos traz descanso

“O Senhor falará com vocês por meio de estrangeiros, que falam línguas estranhas. Há tempos eu disse a vocês, Deus lhes dará descanso; ele lhes dará segurança” (Is 28,11) 

Todos os dias somos atribulados pelas circunstâncias e quando passamos a orar em línguas, o Senhor derrama sobre nós o seu refrigério.

5) Orar no Espirito nos possibilita a agradecer bem a Deus

“Mesmo que sua ação de graças seja boa...” (1 Cor 14,17)

6) Orar no Espirito nos possibilita a interceder pelos irmãos

“Porque o Espirito pediu em favor do povo de Deus e pede de acordo com a vontade de Deus”. (Rm 8,27)

7) Orar no Espírito liberta nosso inconsciente nos trazendo cura interior

“Pelo poder do Espirito Santo ele diz verdades secretas” (1Cor 14,2)

Nosso inconsciente guarda experiências negativas e traumas, por vezes, somos controlados por nossos medos, mas o Espírito nos liberta liberando nossas lembranças dolorosas.

8) Orar no Espirito nos ajuda na luta contra o pecado:

“Assim também o Espírito de Deus vem nos ajudar em nossa fraqueza” (1Cor 8,26)

O Espírito Santo nos ajuda na luta contra o pecado, nos fortalecendo em nossa luta. Cabe a nós, dizer não ao pecado, mas Deus nos dá força para isso.

 

Perguntas
1 – Quais os benefícios que a oração no Espírito pode nos proporcionar?
2 – Quais os benefícios que a oração no Espirito já proporcionou em minha vida?

 

Boa reunião. Que Deus os abençoe!
Padre Luis Fernando Soares

4º passoEvangelização = (15 min)


5º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Orar pelo Padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  5. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  6. Por todo trabalho de células;
  7. Orar pelos aniversariantes do mês;
  8. Orar pelo Congresso Católicos em Células

 

“A ORAÇÃO É A ELEVAÇÃO DA ALMA PARA DEUS OU O PEDIDO FEITO A DEUS DE BENS CONVENIENTES. DE ONDE É QUE FALAMOS, AO ORAR? DAS ALTURAS DE NOSSO ORGULHO E DA NOSSA VONTADE PRÓPRIA, OU DAS “PROFUNDEZAS” (SL 130,1) DUM CORAÇÃO HUMILDE E CONTRITO? AQUELE QUE SE HUMILHA É QUE É ELEVADO. A HUMILDADE É O FUNDAMENTO DA ORAÇÃO. “NÃO SABEMOS O QUE HAVEMOS DE PEDIR PARA REZARMOS COMO DEVE SER” (RM 8,26). A HUMILDADE É A DISPOSIÇÃO NECESSÁRIA PARA RECEBER GRATUITAMENTE O DOM DA ORAÇÃO: O HOMEM É UM MENDIGO DE DEUS.

“SE CONHECESSES O DOM DE DEUS! ” (JO 4,10). A MARAVILHA DA ORAÇÃO REVELA-SE PRECISAMENTE, À BEIRA DOS POÇOS AONDE VAMOS BUSCAR A NOSSA ÁGUA: AÍ É QUE CRISTO VEM AO ENCONTRO DE TODO SER HUMANO; ELE ANTECIPA-SE A PROCURAR-NOS E É ELE QUE NOS PEDE DE BEBER. JESUS TEM SEDE, E O SEU PEDIDO BROTA DAS PROFUNDEZAS DE DEUS QUE NOS DESEJA. A ORAÇÃO, SAIBAMO-LO OU NÃO, É O ENCONTRO DE SEDE DE DEUS COM A NOSSA. DEUS TEM SEDE DE QUE NÓS TENHAMOS SEDE DELE”. (CIC-2559-2560) 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA FAMILIAR E PESSOAL, SUA SEMANA E SUA CÉLULA!

 

A Oração (segunda parte) - “A disciplina na oração” | 15 a 21/05/2016

1º passo = Encontro (acolhida) 10 min (Cafezinho, se houver. Também pode ser oferecido no final da reunião).
Quebra-gelo: Escolha no seu livro, um quebra-gelo ideal para sua célula.

2º passo = Exaltação (As músicas devem corresponder ao louvor e à adoração) 15 min.
1)Louvor à escolha.
2) Adoração – à escolha

Salmo: 6 (NTLH)
Louvor espontâneo

3º passo = Edificação (ensino) 40 min
Tema:: A Oração (segunda parte) - “A disciplina na oração”
Leituras = Lc 18,1-8

Ao entrarmos no mundo da oração, uma das coisas que precisamos nos ater para progredirmos é a disciplina. Vejamos alguns passos para nos disciplinarmos:
1) Escolher um local (quando possível)
2) Escolher ou determinar um horário e a duração da oração (quando possível) – sugestão de 1 hora.
1° momento: Ação de graças – 10 minutos
2° momento: Confissão – 5 minutos
3° momento: Adoração – 10 minutos
4° momento: Súplica – 10 minutos
5° momento: Intercessão – 10 minutos
6° momento: Sagrada Escritura – 15 minutos
Músicas e momentos de silêncio podem fazer parte de cada momento de oração. Pode se usar o método Léctio Divina para o momento a Sagrada Escritura.

LÉCTIO-DIVINA
1) LER repetidas vezes o texto bíblico (não escolher textos muito longos)
2) MEDITAR e pensar a respeito do texto lido e retirar dali uma mensagem
3) ORAR o texto pedindo a Deus o que o texto apresenta. Exemplo, se for o amor, pedir a Deus a graça de amar.
4) CONTEMPLAR e permanecer em silêncio para que o texto lido, meditado e orado desça ao coração.
Obs.: Crie o hábito de exercitar a Léctio-Divina diariamente.

ORAR SEM CESSAR:
Paulo disse: “Orai sem cessar”. Significa uma abertura total à oração. É viver consciente da presença de Deus o tempo todo. A oração sem cessar é aquela que a viúva Ana fazia no templo de Jerusalém. “Nunca saia do pátio do templo e adorava a Deus dia a noite fazendo jejum e orando sem cessar” (Lc 2,37).

HÁ VÁRIAS MANEIRAS DE FAZER ORAÇÃO CONTÍNUA:
1) Jaculatórias: Exemplo: “Jesus, eu confio em vós”, “Jesus tem piedade de mim” ou somente a invocação do nome de Jesus.
2) Por meio de pensamentos ou orações breves: dirigida várias vezes a Deus durante o dia. Irmão Lourenço da ressurreição foi um frei carmelita que fez durante muitos anos esta experiência.
3) Orar no Espirito: oração em línguas. “Orem sempre no Espírito” (Ef 6, 18)

 

Perguntas
1 – Quais os benefícios de se ter disciplina na oração?
2 – Eu tenho disciplina na oração?

 

Boa reunião. Que Deus os abençoe!
Padre Luis Fernando Soares

4º passoEvangelização = (15 min)


5º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Orar pelo Padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  5. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  6. Por todo trabalho de células;
  7. Orar pelos aniversariantes do mês;
  8. Orar pelo Congresso Católicos em Células

 

DEUS ABENÇOE SUA FAMILIA, VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL E SUA CÉLULA

 

 

A Oração (Primeira parte) - 02 a 08/05/2016

1º passo = Encontro (acolhida) 10 min (Cafezinho, se houver. Também pode ser oferecido no final da reunião).
Quebra-gelo: Escolha no seu livro, um quebra-gelo ideal para sua célula.

2º passo = Exaltação (As músicas devem corresponder ao louvor e à adoração) 15 min.
1)Louvor à escolha.
2) Adoração – à escolha

Salmo: 4 (NTLH)
Louvor espontâneo

3º passo = Edificação (ensino) 40 min
Tema:: A Oração (Primeira parte)
Leituras = Fp 4,6-7

Amados (as) em Cristo Jesus, encerramos os Pactos das Células com o tema Oração, não é a oração em si mesma, mas um “pacto, compromisso pela oração”. Considerando a importância deste tema em nossa vida pessoal e na vivência em células, vamos dar continuidade a este tema em três roteiros que foram desenvolvidos pelo padre Luis Fernando em nossa Escola Celular de Formação Permanente (ECEFP).

 

A prática da oração é a arte de entrar no Santo dos Santos e de se colocar na presença do próprio Deus em Espirito por meio da fé, em nome de Cristo e falar com Deus com toda liberdade por meio da palavra audível ou silenciosa.
- Colocar-se na presença de Deus.
- Tomar consciência de sua presença em nós.
- A oração é graça > Deus me chama e eu me coloco disponível (resposta)
A oração em primeiro lugar não é tornar Deus crente das minhas necessidades, mas me tornar consciente de sua presença, providencia, cuidado e ação na minha vida. A oração é a mais alta e produtiva atividade do ser humano.
EFEITOS DA ORAÇÃO:
É possível classificar em três grupos distintos os efeitos da oração:
1) RESULTADOS PSICOLÓGICOS: No meio da oração podemos superar a tensão, a ansiedade, a angústia, alguns tipos de depressão, sentimento de culpa e outros estados de emocionais desagradáveis. A oração é uma forma maravilhosa de relaxamento!
“Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus, o que vocês precisam e orem sempre de coração agradecido. E a paz que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos em Cristo Jesus”. (Fl 4,6-7)
2) EFEITOS ESPIRITUAIS: A oração força o exercício da piedade e da disciplina espiritual e ajusta o homem aos padrões da fé e modifica seu comportamento. A isso chamamos de crescimento espiritual.
“A oração não modifica a Deus, mas modifica o homem. A oração é a forma onde os santos são forjados”.
3) EFEITOS TRANSFORMADORES: Deus responde as orações de seus filhos sempre, não necessariamente como pedimos, mas como precisamos. Em Deus não existe não. O não de Deus a uma oração feita é sim para fazer o que é melhor para nós.
“Por meio de seu poder que age em nós, pode fazer muito mais do que nós pedimos ou pensamos”. (Ef 3,20) 

TIPOS DE ORAÇÃO:
1) ADORAÇÃO: Exaltação à pessoa de Deus: seu caráter, poder, perfeição, suas obras, sua infinita misericórdia.
“Tu és meu Deus – eu anunciarei a tua grandeza”. (Sl 118,28)
2) AÇÃO DE GRAÇAS: Agradecer as manifestações de bondade e o amor de Deus: a vida, a família e os benefícios recebidos. 
“Que eles agradeçam ao Senhor o seu amor e as coisas maravilhosas que fez por eles”. (Sl 107,21)
3) CONFISSÃO: Admitir a própria culpa, pedir perdão por todos os pecados, reconhecer e pedir a misericórdia divina. É preciso colocar todo o lixo do coração para fora, para q eu ele esteja aberto para Deus.
“Feliz aquele cujas maldades Deus perdoa e cujos pecados ele apaga”. (Sl 32,1)
4) SUPLICA:  Apresentar suas necessidades pessoais, familiares e comunitárias a Deus. Chamar pela sábia e amorosa intervenção de Deus em situações de difícil ou impossível solução. É preciso esperar a hora de Deus, pois ele não tarde e não falha. Ele chega na hora certa.
“O Senhor Deus, ouve minha oração! Escuta meu pedido. Não te cales quando choro”. (Sl 39,13)
“Peçam e vocês receberão; procurem e vocês acharão; batam e a porta será aberta para vocês”. (Mt 7,7)
5) INTERCESSÃO: Exercitar o amor, por meio da oração em favor dos outros. Orar pelas necessidades, sofrimentos e problemas alheios. O próprio Espirito Santo intercede por nós. (Rm 8,26-27). A intercessão não é uma escolha, mas uma ordem! “Orai uns pelos outros” (Tg 5,16). Às vezes podemos ir mais longe. “Orai pelos que vos perseguem” (Mt 5,44)   
6) O SILÊNCIO: É permanecer absolvido na presença de Deus, não é preciso palavras ou pensamentos, mas a consciência silenciosa da presença de Deus. É como um casal de namorados, que após ter expressado em palavras seu sentimentos e pensamentos, fica “curtindo” um ao outro.
(Continua na próxima semana)

Perguntas
1 – Quais os efeitos da oração que mais noto em minha vida?
2 – Que tipo de oração que mais eu me identifico?

Obs.: A oração pessoal na vida de cada membro e na sua célula é essencial para que a ela seja visitada por Deus.

Declaração
“Eu faço um pacto de orar por cada membro da minha célula e do meu grupo de discipulado. Creio que meu amor e tolerância vão crescer na medida em que oro por eles. Eu sou companheiro de jugo dos meus irmãos, por isso decido ajudá-los a levar seus fardos em oração. Eu faço o pacto de lutar as suas guerras em oração e ser para eles retaguarda contra o inimigo”.



4º passoEvangelização = (15 min)


5º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Orar pelo Padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  5. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  6. Por todo trabalho de células;
  7. Orar pelos aniversariantes do mês;
  8. Orar pelo Congresso Católicos em Células

 

DEUS ABENÇOE SUA FAMILIA, VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL E SUA CÉLULA

 

 

Pactos da Célula – A Oração - 10 | 25/04 a 01/05/2016

1º passo = Encontro (acolhida) 10 min (Cafezinho, se houver. Também pode ser oferecido no final da reunião).
Quebra-gelo: Escolha no seu livro, um quebra-gelo ideal para sua célula.

2º passo = Exaltação (As músicas devem corresponder ao louvor e à adoração) 15 min.
Louvor 1) à escolha.
2) à escolha.
Adoração – à escolha
Salmo: 84 (NTLH)
Louvor espontâneo

3º passo = Edificação (ensino) 40 min
Tema:: Pactos da Célula – A Conquista - 10
Leituras = II Ts 1, 3. 11-12

          

Nós precisamos ter a compreensão do valor e do alcance deste pacto voltando nossos olhos para um aspecto de nossa fé que se chama comunhão dos santos. Infelizmente muitos perderam a noção real desse canal de graças e se detém apenas em um elemento de tal doutrina: a intercessão dos santos defuntos pelos que estão vivos.
    De certa forma nós temos visto o Espírito Santo restaurar em nossos dias um verdadeiro coração intercessor no meio do povo de Deus, e isto tem sido uma grande bênção. De fato, aqueles santos que já estão na comunhão eterna com Deus são nossos irmãos em oração, rogando por nós junto a Jesus, mas não podemos deixar de crer que há agora aqui na terra uma Igreja de discípulos militantes que podem e devem ajudar-se mutuamente em oração. Sim, a Igreja de Cristo é militante (na terra), padecente (no purgatório) e gloriosa (no céu).

O ensino de S. Paulo
    O apóstolo diz que está sempre rendendo graças por eles e que isso é certo de ser feito, visto que cresce a fé e o amor entre eles (cf. II Ts 1, 3. 11-12). Na verdade, aqui temos uma via de duas mãos: na medida em que cresce o amor e a fé, devemos render graças por isso, mas também quanto mais rendemos graças, mais essas virtudes crescerão em meio a nós. Então ao final do capítulo ele justifica seu pensamento com precisão.
    Pede merecimento - nenhum de nós merece caminhar com o Senhor, o faz por graça, mas deve crescer nessa graça, e isso é santidade progressiva, resultado de oração uns pelos outros.
    Pede a realização das intenções retas - porque sem dúvidas, todos ansiamos crescer em Cristo, mas nossa natureza velha ainda combate, por isso temos que nos apoiar em oração uns nos outros para termos vitória.
    Pede força para completar os trabalhos - porque a tentação do desânimo é constante e precisamos animar-nos continuamente em oração recíproca.
    E termina dizendo... Jesus será louvado e também vocês - porque nosso crescimento em Cristo é crescimento de Cristo em nós, e isso evidencia a glória de Deus, portanto orar uns pelos outros garante nossa glória em Cristo e a glória de Cristo em nós.

Um pacto de oração
    Nossa visão é de que nós podemos colocar isso em prática por meio da vida cristã em células de amor e comunhão. Nesse ambiente eclesial nós podemos assumir isso através de um pacto de oração, pois em uma célula na qual os membros oram uns pelos outros, o ambiente espiritual é completamente livre de amarguras e melindres. Se você é parte do corpo, você precisa ter o compromisso de orar pelos irmãos.

 



Perguntas
1 – Você ora diariamente pelos membros da sua célula?
2 – Você tem um momento particular de oração?

Obs.: A oração pessoal na vida de cada membro e na sua célula é essencial para que a ela seja visitada por Deus.

Declaração
“Eu faço um pacto de orar por cada membro da minha célula e do meu grupo de discipulado. Creio que meu amor e tolerância vão crescer na medida em que oro por eles. Eu sou companheiro de jugo dos meus irmãos, por isso decido ajudá-los a levar seus fardos em oração. Eu faço o pacto de lutar as suas guerras em oração e ser para eles retaguarda contra o inimigo”.



4º passoEvangelização = (15 min)

AVISOS

De coração agradecemos a todos os voluntários de cada rede que trabalharam no VI Congresso Católicos em Células bem como a todos que acolheram congressistas de fora. Deus, que tudo vê, saberá recompensar a cada um. 

 

 


5º passo - Entrega (oração) – 10 min

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Orar pelo Padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  5. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  6. Por todo trabalho de células;
  7. Orar pelos aniversariantes do mês;
  8. Orar pelo Congresso Católicos em Células

 

A FAMÍLIA COMO TEMPLO
“A FAMILIA ESTÁ CONVOCADA A SER TEMPLO, CASA DE ORAÇÃO: UMA ORAÇÃO SINGELA,
CHEIA DE ESFORÇO E TERNURA. UMA ORAÇÃO QUE SE FAZ VIDA,
PARA QUE TODA A VIDA SE CONVERTA EM ORAÇÃO”
 (SÃO JOÃO PAULO II)

 

Pagina 9 de 28

Cada casa, uma célula que cresce e se multiplica; cada membro, um discípulo e missionário de Jesus Cristo.

Confissões


3ª feira: 17h30
4ª feira: 9h30
5ª feira: 9h30
6ª feira: 9h30
Sábado : 10h 

Chegar com 40 minutos de antecedência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(12) 3931-2959

Avenida Cassiopéia, 461
Jardim Satélite, São José dos Campos/SP
12230-011

 

Regiao Pastoral V Banner site

 

 

SEJA BEM VINDO.


Este é o novo site da Paróquia Espirito Santo.
Gostaríamos de mostrar para você algumas das funcionalidades novas que preparamos.



Conhecer o site