ENSINA-NOS SENHOR, A DEDICAR TEMPO
SILÊNCIO E ATENÇÃO À ESCUTA DA VOSSA PALAVRA

Na escola de Maria (terceira parte) | 30/10 a 05/11/2017

Tema: Na escola de Maria (terceira parte)

Salmo: Sl 23 (NTLH)
Leitura: Lc 1,26-46


Ouça o estudo da semana

(continuando...)

Nesta terceira semana de nosso estudo a respeito da pessoa de Maria, vamos falar dela como uma mulher disposta a correr riscos para fazer a vontade de Deus. Ela disse em Lc 1, 38: “Cumpra-se em mim segundo a tua palavra”.

Para fazer a vontade de Deus há um preço a cumprir. Sempre foi assim ao longo da história da Igreja àqueles que ergueram a bandeira da obediência ao Senhor Deus. Maria arriscou tremendos revezes em sua vida quando se propôs em fazer a vontade do Senhor. Ser a mãe do Salvador do mundo, o Messias, não foi fácil.

Em primeiro lugar temos o risco da censura do povo. Imagine explicar uma gravidez não explicável para a sua família. Maria passou pela suspeita da família, pelos vizinhos.

Segundo lugar o risco de ser abandonada pelo noivo, José, em não acreditar a princípio em sua gravidez milagrosa. Ela tinha planos de casar com José, ter uma família, então correu o risco, ainda que a palavra de Deus não registra nenhuma palavra direta de José pois ele também obedeceu e deu tudo certo, mas ela correu o risco.

O terceiro risco de ter sido apedrejada em público. Vocês se lembram daquela mulher que foi pega em adultério e foi levada até Jesus? Queriam apedrejá-la! Era assim que tratavam uma mulher casada e Maria já estava desposada com José. Ela já tinha casado com José, só não habitavam juntos porque o casamento judaico acontecia em partes, mas ela já estava desposada, poderia ter sido apedrejada em público.

Maria se dispôs a pagar um alto preço por sua obediência ao projeto de Deus. Era uma jovem pobre e agora grávida com o risco de ser abandonada pelo povo e apedrejada pelo povo, mas que não abre mão de ir até o fim, de lutar até a morte, de sofrer todas as estigmatizações e calúnias para cumprir a vontade de Deus. Isso nos ensina que precisamos ser corajosos como foi Maria.

Se, de fato Deus é o Senhor Jesus, o Senhor de nossa vida, não podemos ter medo de testemunhar, não podemos ter medo de viver de fato como cristãos com todas suas exigências e consequências, não podemos ter medo da verdade, ainda mais em um tempo como o nosso que a mentira parece verdade e a verdade parece mentira. É certo que corremos um grande risco da perseguição. Hoje pelo menos em nosso país não temos a perseguição de morte aos cristãos, mas o desprezo, a calúnia, da chacota... Às vezes um jovem, por exemplo, pode receber muitas chacotas, ser abandonado pelos amigos, uma mãe pode perder a amizade de uma filha por agir na verdade da palavra de Deus.

Este é o risco. Será que estamos dispostos a de fato a obedecer a vontade de Deus como Maria fez de maneira muito corajosa? A Santíssima Virgem, mãe de Deus, nos ensina que a devoção a Maria não consiste simplesmente em rituais. Ouço muito falar de consagração a Maria, mas o que isso significa senão a imitação dela. É fácil a gente cumprir um ritual, uma oração e dizer que estamos consagrados a Deus e à Maria. Mas, verdadeiramente, ser consagrado a Deus significa obedecer e consagrados à Maria significa imitar a sua obediência.

(continua...)

Perguntas:

1) Que preço precisamos “pagar” para fazer a vontade de Deus?
2) Você tem coragem de testemunhar, viver e defender a verdade do Evangelho?

 


4º Passo= Evangelização
1) Os DVDS de nosso I Congresso Paroquial Católicos em Células podem ser encomendados na Secretaria Paroquial.

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

1- Orar uns pelos outros (após breve partilha);
2- Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
3- Orar por todas as pastorais e movimentos;
4- Pelos encontros de formação de líderes;
5- Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
6- Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
7- Por todo trabalho de células;
8- Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
9- Orar pelos aniversariantes do mês;
10- Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
11- Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

“NA ANUNCIAÇÃO, MARIA DÁ NO SEU SEIO A NATUREZA HUMANA AO FILHO DE DEUS;
AOS PÉS DA CRUZ, EM JOÃO, RECEBE NO SEU CORAÇÃO TODA A HUMANIDADE.
MÃE DE DEUS DESDE O PRIMEIRO INSTANTE DA ENCARNAÇÃO.
ELA TORNA-SE MÃE DOS HOMENS NOS ÚLTIMOS MOMENTOS DA VIDA DO FILHO JESUS”
(São João Paulo II)

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMILIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Cada casa, uma célula que cresce e se multiplica; cada membro, um discípulo e missionário de Jesus Cristo.

Missas

2ª feira: 7h (Celebração)
3ª feira: 7h e 19h30
4ª feira: 7h 
5ª feira: 7h,12h15 e 19h30
6ª feira: 7h,15h e 19h30
Sábado: 19h (Igreja) e
19h (CP4)
Domingo: 7h30,10h,12h,17h30 e
19h30

Programação válida de 04/12 a 10/12

Confissões

3ª feira: 17h30
4ª feira: 9h30
5ª feira: 9h30
6ª feira: 9h30
Sábado: 10h 

Chegar com 40 minutos de antecedência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(12) 3931-2959

Avenida Cassiopéia, 461
Jardim Satélite, São José dos Campos/SP
12230-011

 

Regiao Pastoral V Banner site