ENSINA-NOS SENHOR, A DEDICAR TEMPO
SILÊNCIO E ATENÇÃO À ESCUTA DA VOSSA PALAVRA

Banner Site Convites Cerco 2017

NOS CAMINHOS DA CONVERSÃO (segunda parte) | 06 a 12/03/2017

Tema: NOS CAMINHOS DA CONVERSÃO (segunda parte)

Salmo: 136 (NTLH)
Leitura: Lc 15, 11-32


Os caminhos da conversão são repletos de manifestações de amor da parte de Deus nosso Pai para conosco, seus filhos e filhas. Desde lá no jardim do Éden, onde percebeu que o homem estava se escondendo e pergunta: “Onde estás?”, até a sua própria encarnação na pessoa de Jesus, onde deu sua prova máxima de amor e de que acima de tudo é pura misericórdia e que quer todos sejamos salvos.

Nosso Senhor Jesus Cristo, viveu e demonstrou este amor em atos e palavras. Como era de seu costume sempre que proferia seus ensinamentos usava de parábolas (comparações) para comunicar uma verdade eterna e verdadeira. Assim ao falar de misericórdia e perdão compara com uma ovelha e uma dracma (moeda) perdida (Lc 15,4-7.8-10), o filho pródigo (Lc 15,11-32), os dois devedores (Lc 7,36-50), o servidor inclemente (Mt 18,23-35), o bom samaritano (Lc 10,25-37) e a figueira agraciada (Lc 13,6-9). Todas estas parábolas nos ensinam que Deus é clemente e que faz tudo para nos perdoar.

Nossa Igreja dedicou um grande espaço no Catecismo para o tema da conversão, particularmente refere-se a parábola do filho pródigo como um belo retrato da conversão e da penitência (cf CIC- 1439).

- O centro da saga do filho pródigo sem dúvida é o Pai misericordioso: toda a história da salvação é um constante convite de um pai misericordioso para que seu filho volte para casa.
- O fascínio (encanto) de uma vida ilusória: se já naquela época a ilusão de uma vida longe de Deus seria atrativa, em nossos tempos onde o consumismo, hedonismo, as ilusões das drogas, do poder, das riquezas materiais, seduzem mais ainda e levam muitos a se distanciarem do Senhor.
- O abandono da casa paterna: a força de uma liberdade sem regras levou aquele filho mais novo a sair de sua casa onde tinha tudo, do bom e do melhor, fartura, empregados, gozava de boa saúde, seu pai estava ali e tudo o que ele precisava estava ao seu alcance.
- A extrema miséria em que se encontra seu filho após esbanjar sua fortuna: as seduções do mundo, como que um imã o levou a sair de sua casa, e longe do aconchego de um lar, da família, sem dinheiro, sem nome, sem credibilidade, sem moradia, e a “dor mais doída”, a dor da fome somada a humilhação, a de cuidar de porcos, o trabalho mais sujo e humilhante da região tornou-se insuportável.
- Reflete sobre os bens perdidos, o arrependimento e a decisão de declarar-se culpado diante do pai: a situação de extrema miséria em que se encontrava o levou a cair em si e lembrar-se de que tinha uma casa, mesmo de lá do fundo do poço ele sabia que seu pai o amava e que, se, se arrependesse seu pai o aceitaria de volta, e assim o fez.
- O caminho de volta: mesmo humilhado pela situação em que passou, percorre todo o caminho de volta, certamente refletindo sobre o grande erro que cometeu, este caminho de volta se torna em um verdadeiro “retiro”, uma reflexão sobre os prejuízos de se abandonar a casa do pai.
- O acolhimento generoso, alegre e festivo do pai, mostra o grande amor do pai em ver o filho de volta: assim é o Senhor, nosso Deus que nos ama, não olha nossos erros passados, mas nos acolhe porque seu amor é infinitamente maior do que nossos erros.
- Símbolos da nova vida: a bela túnica, o anel, a festa, vida cheia de alegria, que é a vida junto de Deus e de sua família que é a Igreja.

Nosso Senhor Jesus Cristo, encarnação do amor do Pai, somente ele poderia nos revelar o grandiosíssimo amor de Deus de uma maneira tão simples e tão bela, e que alguém retratou em versos musicais:
ESTE PRANTO EM MINHAS MÃOS
Muito alegre eu te pedi, o que era meu, partir, um sonho tão normal! Dissipei teus bens e o coração também, no fim meu mundo era irreal. CONFIEI NO TEU AMOR E VOLTEI. SIM, AQUI É MEU LUGAR, EU GASTEI TEUS BENS, Ó PAI, E TE DOU ESTE PRANTO EM MINHAS MÃOS. Mil amigos conheci, disseram adeus, caiu a solidão em mim, um patrão cruel levou-me a refletir: meu pai não trata um servo assim (refrão) nem deixastes me falar da ingratidão, morreu, no abraço o mal que eu fiz. Festa, roupa nova, anel, sandálias aos pés, voltei à vida sou feliz! (refrão)

Perguntas:
1) Como imagino uma vida longe de Deus?

2) Já estive longe do Senhor ou conheço alguém que já esteve e voltou?


 

4º Passo= Evangelização

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

“AFASTAR-SE DE DEUS, SIGNIFICA CAIR. VIRAR-SE PARA TI, SIGNIFICA LEVANTAR-SE.
PERMANECER-SE EM TI SIGNIFICA TER APOIO SEGURO” 
(Santo Agostinho)

“SOMOS TODOS PECADORES. TODOS SOMOS CHAMADOS A UMA CONVERSÃO DE CORAÇÃO”
(Papa Francisco)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Cada casa, uma célula que cresce e se multiplica; cada membro, um discípulo e missionário de Jesus Cristo.

Missas

 

2ª feira: 7h (Celebração)
3ª feira: 7h e 19h30
4ª feira: 7h e 19h30 (Setor)
5ª feira: 16h ( Solenidade de Corpus Christi)
6ª feira: 7h e 15h
Sábado: 19h (Igreja e CP4)
Domingo: 7h30, 10h, 12h, 17h30
e 19h30

Programação válida de 12/06 a 18/06

Confissões

3ª feira: 17h30
4ª feira: 9h30
6ª feira: 9h30
Sábado: 10h 

Chegar com 40 minutos de antecedência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(12) 3931-2959

Avenida Cassiopéia, 461
Jardim Satélite, São José dos Campos/SP
12230-011

 

Regiao Pastoral V Banner site